sábado, 1 de novembro de 2014

Pavimentação da BR-235/PI já está a 12 quilômetros de Santa Filomena


TÁ CHEGANDO! A tão sonhada pavimentação asfáltica da estrada Gilbués/Santa Filomena está na localidade CampeiraAnunciada pelo site oficial da presidenta Dilma Rousseff, no início de 2011, a segunda etapa da rodovia BR-235/PI (estrada Gilbués/Santa Filomena) começou - oficialmente - a ser construída no dia 20 de janeiro de 2012, após a assinatura da ordem de serviços.

O ato ocorreu por volta das 12h30, com a chegada do então governador Wilson Martins (PSB) no entroncamento da BR-135 com a BR-235, entre as cidades de Gilbués e Monte Alegre do Piauí. O governador autorizou a pavimentação asfáltica da BR-235/PI, realizada com recursos resultantes do convênio nº UTI-18-00004/2007-00, entre o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) e a Secretaria Estadual de Transportes (Setrans).

Pontes sobre os riachos Recreio e Brejo das Éguas indicam que avançam as obras da estrada Gilbués/Santa Filomena
O valor do convênio, assinado em 31 de dezembro de 2007, é de R$ 122.290.979,33 (cento e vinte e dois milhões, duzentos e noventa mil, novecentos e setenta e nove reais e trinta e três centavos), tendo o DNIT como “DELEGANTE”, responsável pela concessão e/ou repasse de recursos, e a SETRANS (Estado do Piauí) como “DELEGADO”, a quem cabe promover as desapropriações de bens atingidos pelos trabalhos objeto do supramencionado convênio, necessárias à faixa de domínio da rodovia. Porém, pelas informações que temos, embora a estrada esteja quase concluída, até o momento nenhum bem desapropriado foi indenizado.
Mas embora a obra esteja "quase" concluída, moradores que serão desapropriados nunca receberam as indenizaçõesCom extensão de 130,2 quilômetros, a estrada Gilbués/Santa Filomena deveria ser concluída em dezembro de 2014. Mas de acordo com Ramon Santos, engenheiro civil da Norconsult, empresa que acompanha, gerencia, fiscaliza e controla as obras da BR-235/PI II, o prazo acaba de ser prorrogado por mais 6 (seis) meses, indo, portanto, até junho de 2015.

Ainda segundo Ramon Santos, os motivos do alongamento do prazo se devem ao fato da obra estar chegando à zona urbana de Santa Filomena, o que demanda mais serviços e cuidados, ocorrendo, dessa maneira, uma inevitável (e aceitável) desaceleração de todas as atividades.


Terraplanagem ultrapassou o Povoado Brejo das Ovelhas e está na altura do Auto Posto Pires, em frente ao MatadouroCom relação à ponte sobre o Rio Parnaíba, nenhuma novidade. Apesar dos apelos, o IBAMA nunca expediu a Licença Ambiental. Esperamos que agora os governadores eleitos do Piauí (Wellington Dias) e do Maranhão (Flávio Dino), os quais são plenamente favoráveis à ponte ligando Santa Filomena a Alto Parnaíba, entrem no caso e recorram até à presidenta Dilma.

De qualquer forma, as obras da estrada Gilbués/Santa Filomena seguem normalmente, sem nenhum risco de ser paralisada. Como prova disso, a pavimentação asfáltica já se acha na localidade Campeira, distante apenas 12 quilômetros da cidade de Santa Filomena.

E a terraplanagem ultrapassou o Povoado Brejo das Ovelhas e está à altura do Auto Posto Pires, no entroncamento com a PI-254, em frente ao Matadouro. Ou seja; TÁ CHEGANDO!
Fonte: GP1