sábado, 3 de janeiro de 2015

Grilagem avança para o norte do Estado e atinge a pecuária

                                 Juiz Heliomar Rios

Em entrevista a O DIA, o juiz da Vara Agrária do Piauí, Heliomar Rios, defende a necessidade da aprovação de uma lei de regularização fundiária do Piauí e alerta para o avanço da grilagem no norte do Estado. Segundo ele, seria necessário expandir o poder de atuação da Vara às demais regiões do Estado. Atualmente na Vara Agrária possui mais de 1.600 processos que envolvem disputas de terra.
Os principais municípios que vivenciam essa problemática dos conflitos de terras no Piauí seriam Bom Jesus, Gilbués, Uruçuí, Ribeiro Gonçalves e Santa Filomena. "Estes são os principais focos de confusão e de litígios agrários no Estado do Piauí. Isso não quer dizer que ocorram apenas nestes locais, outras regiões também enfrentam esse problema, mas os principais são nestas cidades", disse o juiz. 
Contudo, o Piauí sofre com problemas também nas áreas de baixões, que são as áreas baixas onde se tem os brejos e há uma maior disputada por áreas mais fértil banhada pelos rios. "Essa disputa é maior tendo em vista a criação de gado, a atividade de pecuária. Essa é uma disputa que vai começar e isso me preocupa mesmo. Nosso temor é que em um futuro próximo possa começar a aprofundar essas questões de litígios e grilagens em áreas de baixões. Essas áreas já são alvos dos grileiros e vai começar a se montar ou produzir matrículas em áreas baixas tendo em vista esse crescimento que vem ocorrendo na pecuária. Então essa disputa por terra não é exclusiva dos cerrados piauienses", disse Heliomar.
Fonte: Portal O Dia