sábado, 24 de janeiro de 2015

Piauí é o 3º estado com maior crescimento de empregos no Nordeste

O Piauí atingiu a marca de 11.001 empregos gerados no ano passado, o número corresponde a 3,89% de aumento, o que colocou o estado em terceiro lugar no Nordeste e quinto no ranking nacional. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego apontaram que apesar da queda no número de empregos gerados no setor da construção civil, um aumento no setor de serviços e comércio foi definitivo para o avanço na geração de emprego no estado.Dos setores que apresentaram pouca diferença entre os números de contratações e demissões estão à agropecuária, o extrativismo digital e a indústria de transformação. Outros setores apresentaram um nível de contratações menor que o número de demitidos, como é o caso da indústria dos serviços de utilidade pública, na administração pública e na construção civil.
Ainda em relação aos setores da economia, em 2013, a construção civil terminou o ano com crescimento na geração de 1.590 postos de empregos. Já em 2014, esse número terminou em saldo negativo de 170 vagas. No saldo geral, o crescimento do Piauí foi puxado pelo setor de serviços, cujo crescimento saltou de 5.552 vagas em 2013, para 9.319 no ano passado.
Em 2014, no Piauí, foram realizadas 128.457 contratações e demitidas 117.456 pessoas. O saldo positivo foi menor apenas que nos estados do Ceará e Paraíba, com 3,98% e 4,12%, respectivamente. Já no Brasil, além dos dois estados nordestinos, só Roraima e o Tocantins ultrapassaram percentualmente, a diferença entre contratações e demissões, com 4,15% e 4,45%, respectivamente.
Em todo o Brasil, o aumento no número de vagas foi de quase 1%, com o acréscimo de 396.993 mil novos trabalhadores empregados. O Governo comemorou os resultados alegando que apesar dos índices em outros países terminarem 2014 com altos índices de desemprego, no Brasil, ainda continuam sendo gerados posto de trabalho.

Fonte: Jornal O Dia