sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Wellington Dias prevê ano difícil e sem investimentos no Piauí

As previsões para o desenvolvimento do Piauí no ano que se inicia hoje não são as melhores, se forem consideradas as palavras utilizadas pelo governador Wellington Dias (PT), empossado nesta manhã. As declarações foram dadas na entrevista coletiva concedida depois que ele recebeu a faixa governamental no Palácio de Karnak. Segundo ele, serão necessários pelo menos 12 meses para equilibrar as contas do Estado, enquanto os investimentos no patamar de 7% só são projetados para 2018. “Queremos no ano de 2015 garantir o conjunto de medidas e cortes de despesas, bem como aumento da receita, para fazer o equilíbrio, com rendimento no mínimo igual às despesas”, disse o governador. Para tanto, ele pediu a compreensão dos parlamentares e dos piauienses e já avisou que tomará medidas difíceis como corte de pessoal e de todas as despesas possíveis. “Isso é necessário para sair da situação de desequilíbrio o mais rápido possível”, alertou Wellington Dias. A meta, após enfrentar o ano de 2015 e alcançar o patamar de 7% de crescimento em 2018, é investir no Estado em torno de 14%. “O ideal é entre 15% e 20% de capacidade de investimento”, antecipa o governador, que não descarta disputar o seu quarto mandato nas próximas eleições.




Fonte: Portal O Dia