quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Ministério da Saúde suspende repasses para 42 municipios do Piauí

ministro da Saúde, Arthur Chioro 
O Ministério da Saúde suspendeu transferências de recursos financeiros para ações de vigilância sanitária de 42 cidades piauienses. Os municípios não alimentaram o Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES) e o Sistema de Informação Ambulatorial (SAI). Os recursos suspensos são referentes aos meses de janeiro a abril de 2015. Na última pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, em 20 de janeiro, as 42 cidades piauienses não encaminharam informações sobre ações que as prefeituras deveriam ter realizado entre junho e outubro do ano passado. As informações foram divulgadas no Diário Oficial da União e os recursos podem ser recuperados a partir do encaminhamento das informações para o SCNES. Na mesma edição, o Diário Oficial da União restabeleceu os repasses do Componente de Vigilância Sanitária para os municípios de Francinópolis e Guaribas, que regularizaram os repasses a prestação de informações sobre os recursos referentes a janeiro de junho de 2014.
Alegrete do Piauí, Alto Longá, Amarante, Anísio de Abreu, Antônio Almeida, Aroeiras do Itaim, Assunção do Piauí, Barra D'Alcântara, Barreiras do Piauí, Belém do Piauí, Bocaina, Campo Maior, Capitão de Campos, Colônia do Gurguéia, Curral Novo do Piauí, Dirceu Arcoverde, Fartura do Piauí, Francinópolis, Gilbués, Guaribas, Jacobina do Piauí, Jardim do Mulato, Jatobá do Piauí, Juazeiro do Piauí, Júlio Borges, Lagoa Alegre, Lagoinha do Piauí, Murici dos Portelas, Nazária, Nossa Senhora dos Remédios, Palmeira do Piauí, Pio IX, São Francisco de Assis do Piauí, São Gonçalo do Gurguéia, São Gonçalo do Piauí, São José do Piauí, São Julião, São Lourenço do Piauí, Sebastião Leal, Sigefredo Pacheco, Várzea Branca e Várzea Grande.
Fonte: Jornal O DIA