quarta-feira, 18 de março de 2015

Min. Kátia Abreu promete lutar pela autorização da ponte de Santa Filomena

Em audiência com o governador Wellington Dias, a ministra Kátia Abreu prometeu se empenhar pela liberação da ponte
Recentemente o governador Wellington Dias (PT) esteve em Brasília (DF) com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, senadora licenciada Kátia Abreu, com quem debateu assuntos sobre a região do MAPITOBA (Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia), considerada pela presidenta Dilma Vana Rousseff como estratégica para o desenvolvimento do país. 

Na ocasião, ficou agendada reunião entre o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e os secretários estaduais de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, José Icemar Lavor Neri, o Nerinho; de Planejamento, Antonio Neto; e Desenvolvimento Rural, Francisco Limma, assim como também com representantes do Banco do Nordeste do Brasil.
Katia Abreu se comprometeu em apresentar a proposta de um plano e um conjunto de projetos e programas para resolver as carências da região. “Por exemplo, a conclusão da BR 020, que interessa o Piauí; da BR 235, com a autorização da ponte entre Santa Filomena e o Alto Parnaíba, em conjunto com o Ministério dos Transportes e o DNIT. A ministra também incorporou uma sugestão de incluir o projeto da rodovia Transcerrados, onde temos interesse que haja investimento do governo federal para a conclusão dessa importante rodovia, e o estado complementaria com as outras ligações necessárias”, informou Wellington Dias. 

O governador piauiense acrescentou ainda que o Ministério da Agricultura tem a intenção de criar uma agência para cuidar exclusivamente da região do MAPITOBA, baseado em estudos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), visando melhorar os gargalos logísticos da nova fronteira agrícola do Brasil, com área de 414.381 quilômetros quadrados, por ter clima favorável, perfil dos produtores e por esse um conglomerado formado por quatro Estados e por possuir terras que podem - legalmente - ser abertas para a produção de grãos. Conforme alertamos em 12/05/2014, na reportagem Sem licença ambiental da ponte, BR-235 poderá parar na beira do Rio Parnaíba, a estrada Gilbués/Santa Filomena, obra com 130 km de extensão e custo total ao redor de R$ 120 milhões, deverá parar a cerca de 200 metros do Rio Parnaíba, visto que todo o valor orçado para a BR já foi liberado pelo Governo Federal.

Mas graças ao empenho do governador Wellington Dias e ao compromisso assumido pela ministra Kátia Abreu, que reconhece a ponte sobre o rio Parnaíba, entre Santa Filomena (PI) e Alto Parnaíba (MA), como de vital importância para a região do MAPITOBA, há a possibilidade de que em julho ou agosto do corrente ano a presidenta Dilma Rousseff inaugure a BR-235/PI (trecho Gilbués/Santa Filomena) e, ao mesmo tempo, anuncie o início da construção da ponte, orçada em torno de R$ 16 milhões, e que será do tipo ‘estaiada’, com 16 m de altura e 120 m de comprimento, mais 40 m de aterro para cada lado, totalizando 200 m de extensão.

O mesmo poderá ocorrer com a pavimentação da BR-235/MA, partindo de Alto Parnaíba em direção ao estado do Tocantins, seguindo a rodovia MA-006 (em processo de federalização) até a localidade "Pisa no Freio", cerca de 10 quilômetros após a cidade de Tasso Fragoso. SETE ANOS! O projeto o licenciamento ambiental foram pagos pelo DNIT ainda em 2008, ao custo total de R$ 1.000,00 (Um Milhão de Reais), sendo R$ 270 mil do projeto e 730 mil da Licença Ambiental. Agora, a Construtora Sucesso chegou com a terraplanagem ao local da ponte. Porém, sete anos se passaram e o IBAMA nunca expediu o licenciamento ambiental.

A ponte de Santa Filomena - (bi) estaiada, em leques - representará uma grande evolução na construção civil. Além de ser visualmente bela (por isso será considerada o mais novo Cartão-Postal do Piauí), colocará em evidencia o momento de inovação da arquitetura do Brasil.
Obras da BR-235/PI (estrada Gilbués/Santa Filomena) estão em fase final e deverão ser concluídas até junho de 2015
Fonte: GP1