quinta-feira, 5 de março de 2015

Polícia deflagra operação contra roubo de veículos, armas e drogas em Gilbués



Uma operação conjunta está sendo realizada pela Polícia Militar do 7º BPM, em parceria com o BPRE (Batalhão de Policia Rodoviária Estadual), o BOPE (Batalhão de Operações Especiais), e o CIA (Comando de Policia do Interior), batizada de “Impacto", foi deflagrada no último sábado (28), no Extremo Sul do Piauí.
Conforme o major Hortêncio dos Santos, comandante do 7º Batalhão de Polícia Militar, o objetivo da operação é fazer rondas e abordagens em veículos com atos ilícitos e apreender armas de fogo e drogas.
A operação também tem por objetivo apreender armas de fogo e drogas e combater a assaltos a bancos na região. “Além de fiscalizar essa situação, é também armas e drogas, que às vezes agente sabe que nessas estradas tem muito transporte desse tipo de material, então o BOPE tá aqui pra nos auxiliar, pra dar nossa segurança, enquanto a força tática e a PRE faz as abordagens.
“E também nesse período, que é um período de pagamento a nossa preocupação é maior com assaltos a banco e arrombamento em caixas eletrônicos”. Afirmou.
De acordo com o major a presença do BPRE, visa combater o roubo de veículos, pois será montada Barreiras nas PIS, com o objetivo de verificar questão de documentação. “Justamente pela vinda do BPRE, que já são um pessoal mais especializado nessa área, onde eles detectam qualquer irregularidade que houver em qualquer veiculo, então a missão deles é essa é tentar detectar alguma irregularidade em veículos, ás vezes chassi adulterado, documentação falsa e eles tem essa facilidade, já tem essa experiência, uma coisa que agente não tem no interior”. Contou.
O Coronel do CPI (Comando de Policia do Interior), Antunino, falou sobre o sucesso da operação que está sendo bem recepcionada pela sociedade. “Percorremos já diversos municípios e a receptividade muito importante já recuperamos motos que haviam sido furtadas, drogas, armas brancas, armas de fogo, então assim é um levantamento conjunto com uma ação de policia militar, que é um policiamento ostensivo, então a repercussão tem sido acredito eu, pelo menos da nossa parte, extremamente positivo, inclusive pela recepção da sociedade, e agente espera também que a sociedade esteja sendo recepcionada de tão modo e quantidade que nós estamos sendo recepcionados”. Afirmou.
Segundo o Major Hortêncio a operação tem uma duração de 10 a 15.

Fonte: Portal O Dia