sábado, 11 de abril de 2015

Segurança: população de Gilbués não consegue se quer registrar um BO

Casa onde funcionava a delegacia de Gilbués
Se depender das estatísticas a cidade de Gilbués, que fica localizada no extremo sul do estado do Piauí a 797km da capital Teresina, poderá ser eleita a cidade mais segura do mundo pra se viver, pois os boletins de ocorrência que é o principal instrumento de medição do nível de violência não estão mais sendo feitos na cidade, os dois agentes da polícial civil que trabalhavam de forma precária, numa casa alugada pela Prefeitura Municipal de Gilbués, foram removidos pela secretaria de segurança do estado para a cidade vizinha de Corrente, se algum cidadão gilbueense quizer registrar um BO terá que se deslocar até a mesma. A situação que já era caótica por incrível que pareça piorou. Apesar de uma manifestação organizada por estudantes e que contou com o apoio da população, onde foi fechada a BR-135 por cerca de oito horas, causando repercussão nacional, pelo jeito não conseguiu sensibilizar as autoridades estaduais responsáveis pela segurança. É como se os dirigentes estaduais responsáveis pela segurança disessem "não adianta gritar porque daqui eu não escuto vocês". Enquanto isso a população continua refém dos bandidos e apenas três policiais militares, sem as mínimas condições de trabalho "fazem a segurança" de aproximadamente treze mil pessoas. O deputado estadual Fábio Novo garantiu que o governador Wellington Dias autorizou a construção da delegacia de Gilbués, até o presente momento não houve nenhum contato com o gestor municipal relativo ao assunto. Resta a população se prevenir, mudar hábitos cotidianos e pedir a proteção Divina.
Manifestação ocorrida em Gilbués, clamando por segurança