quarta-feira, 6 de maio de 2015

Presidente Dilma cria a Agência de Desenvolvimento do Matopiba

A presidente Dilma Rousseff assinou, nesta quarta-feira (6), um decreto instituindo a Agência de Desenvolvimento do Matopiba, região que engloba os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. A iniciativa busca uma atuação de forma articulada tanto em relação à infraestrutura, como no desenvolvimento econômico e ambiental, incluindo grandes, médios e pequenos agricultores, criando condições para o desenvolvimento integrado e sustentável nesta Unidades da Federação.
Esta área que está sendo delimitada pela Embrapa com a coordenação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, reúne cerca de 73 milhões de hectares com áreas dos quatro estados formadores desta fronteira agrícola. Desta área, o estado que vai ficar com maior participação será o Maranhão com 38%, Tocantins com 33%, Bahia com 18% e Piauí com 11%. No Piauí, isto totaliza 8 milhões de hectares que envolvem 31 municípios, predominantemente, do cerrado.
A Agência vai participar de ações de infraestrutura relacionadas a estradas, pontes, regularização fundiária, pesquisas, dentre outras. O secretário de Desenvolvimento Rural do Piauí, Francisco Limma, antecipa que a finalização da rodovia da Transcerrado poderá entrar neste projeto. “O governador Wellington teve uma participação fundamental na definição desta estratégia e ele é um grande defensor da conclusão da Transcerrado e de outras estruturas indispensáveis para o desenvolvimento desta região”, afirmou o gestor. A finalização desta rodovia vai facilitar o escoamento de grãos e outros produtos do Piauí para outros estados.
O destaque da produção no Matopiba é a soja, considerada a principal cultura entre os quatro Estados desta nova fronteira agrícola brasileira. A Bahia deverá ter uma produção de 3,979 milhões de toneladas, um aumento de 20,3% ante a safra 2013/2014. O Piauí 1,766 milhões de toneladas (+18,6%), Maranhão 2,123 milhões (+16,4%) e o Tocantins 2,335 milhões de toneladas (+13,5%).

Fonte: Portal do Governo do Estado do Piauí