sexta-feira, 26 de junho de 2015

Funcionários da Agespisa serão realocados em outros órgãos do governo

Com a transformação da Agespisa em Instituto de Águas e Esgotos do Piauí, funcionários da companhia precisarão ser realocados. Os que não conseguirem ser absorvidos pelo instituto serão remanejados para outros órgãos do governo ligados a área de saneamento. Quem garante é o presidente do Instituto, Herbert Buenos Aires, que participou nesta sexta-feira (26) do Jornal do Piauí. “Grande parte dos servidores vai migrar para o Instituto, que vai assumir as operações onde a Agespisa atua. Alguns vão continuar na Agespisa e num segundo momento serão realocados em outros órgãos de saneamento. O governo está estudando a criação de uma agência de regulação, que vai poder absorver alguns empregados da Agespisa”, explica. Segundo o presidente, a Agespisa é uma empresa hoje que trabalha no vermelho. O déficit chegou a R$ 230 milhões em 2014. “Hoje a gente tem uma companhia que não é capaz de tomar crédito. Ela tem um patrimônio liquido negativo – fechou 2014 com cerca de R$ 230 milhões negativos”, declarou.
Com a transformação em Instituto, o objetivo do governo é se capitalizar para atacar problemas básicos, como o abastecimento no interior. “Dentro do planejamento do Estado, a gente tem uma perspectiva de atacar os problemas de forma diferenciada de acordo com a realidade de cada município. Em Teresina, por exemplo, buscar parcerias com empresas privadas, de forma que a gente tenha um investimentomaior”, diz Buenos Aires, negando que a empresa será privatizada.
“A Agespisa não vai ser privatizada. Vamos diminuir as operações e algumas serão absorvidas pelo instituto. Essa parceria busca atrair investimentos e mais eficiência na aplicação dos recursos”, garante.
De acordo com o presidente, a migração dos municípios acontecerá de forma gradativa. “Teremos que sentar com cada município para fazer a migração. Muitos estão com o contrato vencido. Ainda esse ano esse processo de migração será feito”, finalizou.

Fonte: CidadeVerde