sexta-feira, 17 de julho de 2015

Prefeitos do extremo Sul do Piauí reivindicam mais segurança para a região

Prefeitos do extremo Sul do Piauí estão assustados com a violência na região. Preocupados com os altos índices de crimes, eles planejam uma reunião com secretário estadual de Segurança, Fábio Abreu. O desejo é aumentar o policiamento em cidades como Curimatá, Redenção do Gurgueia, Riacho Frio, Avelino Lopes, Morro Cabeça no Tempo, Parnaguá e Júlio Borges.
"Estamos precisando urgentemente de segurança no extremo Sul. Há roubos de motos e assaltos pessoas e comércios praticamente todos os dias. E a população ainda acha que os culpados são os prefeitos. Mas segurança pública é responsabilidade do Governo do Estado", desabafou Reidan Kleber Maia de Oliveira (PMDB), prefeito de Curimatá, a 775 quilômetros de Teresina. Segundo Reidan, uma moto foi roubada em Curimatá nesta quinta-feira (16). Além disso, uma pessoa foi assaltada na estrada que liga Avelino Neiva a Morro Cabeça do Tempo. "Nesse assalto, levaram R$ 20 mil", comentou o prefeito. "Estamos totalmente desassistidos na nossa região. Do jeito que está, não tem condição", complementou.
O principal desejo dos prefeitos da região é ver aumentar o policiamento nas cidades. "Estamos tentando marcar uma audiência com o secretário Fábio Abreu. São cerca de 50 mil pessoas afetadas nessas cidades. A gente fica sem ter por quem buscar. O policiamento é pequeno. O que a gente quer é que aumente o efetivo e o número de viaturas. Tem cidade polo onde os carros da polícias não prestam mais e são verdadeiras sucatas".
Fonte: CidadeVerde