quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Prefeitos fecham as portas e pressionam Governo por mais recursos nas cidades

Prefeituras de todo o Piauí amanhecem hoje de portas fechadas para simbolizar o ato público que os prefeitos fazem hoje na Assembleia Legislativa e no Palácio de Karnak, em protesto contra a queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) às cidades. 
O evento, organizado pela Associação Piauiense de Municípios (APPM) será marcado por uma caminhada com saída da Alepi, às 8h30, com destino ao Palácio de Karnak, onde serão recebidos pelo governador Wellington Dias. A expectativa é de que mais de 100 dos 224 municípios participem do protesto. 
O presidente da APPM, Arinaldo Leal, reclama que os 224 municípios de todo o Piauí estão com grandes dificuldades financeiras, devido às quedas sucessivas dos repasses do FPM. Leal acusa o Governo Federal de estar descumprindo a Emenda Constitucional 84/2014, que determina aumento de um ponto percentual no Fundo de Participação dos Municípios (FPM). 
Pela Emenda, os prefeitos teriam direito, em julho, a 0,5 ponto percentual a mais nos 23,5% do FPM que são destinados e eles, mas o Governo pagou somente, 0,25 ponto percentual a mais alegando que a lei prevê o repasse apenas de janeiro a julho e não dos últimos 12 meses. 
Além do calote da União, prefeitos também reclamam que o falta o Governo do Estado também liberar recursos para a saúde, o que justifica a ida deles para o Karnak.