sábado, 5 de setembro de 2015

Assassinatos aumentaram mais de 160% no interior do Piauí em agosto

  Constantino Júnior,presidente do Sinpolpi 
Um levantamento realizado pelo Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Piauí (Sinpolpi) aponta que o total assassinatos registrados no litoral e interior do Piauí no mês de agosto aumentou em mais de 160% em comparação ao mês de julho deste ano.

A pesquisa realizada mensalmente para medir o índice de violência no Piauí mostra ainda que enquanto no mês de julho foram registrados nove homicídios dolosos no restante do Estado, com exceção da Capital, no mês passado este número subiu para 24. O presidente do Sinpolpi Constantino Júnior lamenta que o Governo do Estado através da Secretaria de Segurança priorize as ações visando a redução dos índices de violência apenas na Capital. “Enquanto isto acontece os demais municípios estão presenciando uma violência crescente e desmedida, como mostra a nossa pesquisa”, argumenta o sindicalista.


“Esse tipo de ato deixa claro que o Estado ver os outros municípios como se não fizessem parte do Piauí e também como se não merecessem a atenção das autoridades estaduais responsáveis pela segurança do cidadão”, afirma Constantino Júnior. 

O sindicato reclamana ainda que a Secretaria de Segurança não faz nenhuma menção a chacina do município de Alegrete do Piauí considerada a maior já registrada e que deixou um total de seis pessoas da mesma família mortas.

A pesquisa do Sinpolpi mostra que no total geral também houve um aumento no número de assassinatos em agosto em comparação com os números de julho. No mês passado foram registrados 45 homicídios dolosos no Piauí contra 33 no mês das férias. Este aumento foi superior a 35%.

OUTROS DADOS – A pesquisa mostrou ainda que com relação a ocupação, 18 vítimas tinham ou tiveram problemas com a lei. Eram assaltantes, detentos, traficantes, ex-detentos, internos ou ex-internos.

Com relação ao instrumento do crime, 28 pessoas foram assassinadas com armas de fogo e 16 com armas brancas. A zona mais violenta de Teresina no mês de agosto foi a leste com sete assassinatos, sendo que deste total, dois crimes foram registrados no Parque Universitário. Em seguida aparecem as zonas Sul e Sudeste com cinco casos cada e por último a zona Norte.

Em agosto seis mulheres foram assassinadas no Píauí, sendo que a metade destes crimes aconteceu na chacina de Alegrete quando uma mãe, uma filha e uma neta tiveram as vidas tiradas a disparos de armas de fogo em um crime ainda não elucidado.

Fonte: Portal AZ