quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Empresa do RN vence leilão e vai explorar gás no Piauí

A primeira e mais disputada área negociada na 13ª Rodada de Licitações para Exploração, Desenvolvimento e Produção de Petróleo e Gás Natural foi a Bacia do Parnaíba, que abrange parte dos estados do Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará, Ceará e Bahia. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizou a rodada, nesta quarta-feira (7), no Rio de Janeiro e ofereceu um total de 266 blocos exploratórios em 22 setores de 10 bacias sedimentares. Nas rodadas, empresas disputaram direito de explorar ou produzir petróleo e gás no Brasil.
A empresa Vipetro, do Rio Grande do Norte, pagou o ágio de R$ 1,11 milhão pelo arremate de um bloco exploratório e vai poder explorar gás natural no Piauí, junto com a Petrobrás e as empresas Galpe e EP Energia, de Ouro Preto, que já atua na exploração de gás na região de Floriano.
Foram ofertados 22 blocos da Bacia do Parnaíba, dos quais 11 foram arrematados com ágio de 147,17% sobre o mínimo fixado pelo Governo Federal. As seis empresas que arremataram os blocos exploratórios da Bacia do Parnaíba pagaram um bônus acumulado de R$ 14.990.176,75 para o Tesouro Nacional. As empresas vencedoras foram: Parnaíba Gás Natural (6 blocos), Ouro Preto (3 blocos), BPMB (1 bloco) e Vipetro (1 bloco).
Segundo o secretário de Mineração, Petróleo e Energias Renováveis, Luís Coelho, a exploração de gás natural na região piauiense da Bacia do Parnaíba é uma grande vitória para o Piauí, visto que a Bacia do Parnaíba é importante do ponto de vista da produção de gás natural, representando mais uma alternativa para o desenvolvimento econômico do estado.

Fonte: CCOM