terça-feira, 27 de outubro de 2015

Ex-diretor da Fundac Halysson Carvalho é preso na Operação Zelotes

Ex-diretor da Fundac Halysson Carvalho
O ex-diretor financeiro da Fundação Cultural do Piauí, Halysson Carvalho Silva, foi preso na tarde ontem (26), por agentes da Polícia Federal na quarta fase da Operação Zelotes. As investigações da Operação Zelotes indicam negociações suspeitas envolvendo três medidas provisórias: 471 (de 2009), 512 (de 2010) e 627 (de 2013). Os indícios foram detalhados na decisão judicial que, nesta segunda-feira, levou a seis prisões em nova etapa da operação, que passou a apurar negociações em torno de MPs que viraram leis e beneficiaram empresas do setor automotivo.

Segundo O Globo, fontes da força-tarefa que investiga o escândalo do Carf, Halysson Carvalho operava juntamente com Alexandre Paes dos Santos, que também teve a prisão preventiva decretada pela Justiça. Halysson teria trabalhado para a aprovação da medida provisória que prorrogou incentivos fiscais para a indústria de automóveis. Medidas provisórias são normas editadas pelo presidente da República que têm força de lei e entram em vigor imediatamente após a edição. Mas perdem a eficácia se não forem votadas e transformadas em lei pelo Congresso em até 120 dias.

A Operação Zelotes foi deflagrada em março para investigar fraudes em julgamentos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), ligado ao Ministério da Fazenda. 

Segundo a Polícia Federal, a nova etapa da operação deflagrada, nesta segunda-feira, investiga um consórcio de empresas que, além de manipular julgamentos dentro do Carf, negociava incentivos fiscais em medidas provisórias para favorecer empresas do setor automobilístico.

Resultado da 4ª fase da Operação Zelotes 
Prisões Preventivas
Alexandre Paes dos Santos
José Ricardo da Silva
Eduardo Gonçalves Valadão
Mauro Marcondes Machado
Cristina Mautoni Marcondes Machado
Halysson Carvalho Silva

Conduções Coercitivas

Paulo Arantes Ferraz
Eduardo de Souza Ramos
Carlos Alberto de Oliveira Andrade
Lytha Battiston Spíndola
Vladimir Spíndola Silva
Marcos Augusto Henares Vilarinho
Raimundo Nonato Lima de Oliveira
Indianara de Castro Biserra
José Jesus Alexandre da Silva

Buscas e apreensões

LFT Marketing Esportivo
Touchdown Promoção de Eventos Esportivos LTDA
Silva e Cassaro Corretora de Seguros LTDA
Residência de Marcondes Machado e Cristina Mautoni Marcondes Machado
Residência de Eduardo Gonçalves Valadão
Residência de Fernando Cesar de Moreira Mesquita
Residência de Francisco Mirto Florêncio da Silva
Sede da CVEM Consultoria
Residência de Lytha Battiston Spíndola
Residência de Vladimir Spíndola Silva
Sede da Green Century Consultoria Empresarial e Participações Ltda
Escritório Spíndola Palmeira Advogados
Residência de Halysson Carvalho Silva
Residência de Marcos Augusto Hernares Vilarinho
Escritório de Marcos Vilarinho Advogados e sede da ST.Martin’s Negócios e Participações LTDA
Residência de Paulo Arantes Ferraz
Sede da MMC Automotores do Brasil LTDA e da CERFCO Participações LTDA
Sede da Wagner & Nakagawa Intermediações de Negócios Financeiros LTDA

Coluna Radar publicou que Halysson estava sendo investigado

A coluna Radar, da Revista Veja, publicou, em 04 de outubro, que Halysson Carvalho, estava sendo investigado pela Polícia Federal por ter sido intermediário nas negociações para distribuir propina a políticos e com isso viabilizar a aprovação da medida provisória que prorrogou incentivos fiscais para a indústria de automóveis.

Operação Zelotes

A primeira etapa da operação foi realizada em março deste ano, onde o ex-secretário da Receita Federal, Otacílio Dantas Cartaxo, foi acusado de favorecer decisões judiciais a empresas que tinham débito com a mesma. 

Na segunda fase, deflagrada em setembro, a ex-ministra de Dilma, Erenice Guerra, foi citada pelo motorista Hugo Rodrigues Borges, responsável por sacar dinheiro do esquema de corrupção no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Segundo o motorista, Erenice tinha contato com um dos escritórios suspeitos de participar do esquema. O escritório pagava propina ao conselheiro do órgão.

Sete mandados de buscas e apreensão foram cumpridos no Distrito Federal e no Rio de Janeiro, na terceira fase da operação deflagrada, no início do mês de outubro.

Condenação 

Halysson Carvalho Silva foi condenado pela Justiça Federal a 1 (um) ano e 4 (quatro) meses de prisão por furto qualificado contra os Correios. A sentença foi dada pelo Juiz Francisco Hélio Camelo Ferreira em 06 de setembro de 2012. 

Secretaria de Cultura

A Fundac foi transformada em secretaria estadual da Cultura. No final de julho deste ano, o deputado Fábio Novo assumiu o comando da secretaria.

Fonte: GP1