sábado, 17 de outubro de 2015

Programa de alfabetização do Piauí se tornará modelo mundial

O programa Palavra de Criança, uma ação para alfabetização na idade certa, está prestes a se tornar mundial. Representantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) visitaram dois municípios piauienses onde o programa é desenvolvido e neste sábado (17) se reuniram com a equipe técnica em Teresina, como parte do processo de documentação para criação do modelo. 
"Estamos documentando tudo precisamente, porque é necessário que a essência do programa esteja no papel para que ele possa funcionar em outros lugares. Depois que conquistarmos isso, será possível guiar outros lugares do mundo com o exemplo daqui", explicou o especialista em educação da Unicef em Nova York, Juan-Pablo Giraldo. No Piauí, o Palavra de Criança já atende mais de 17 mil crianças entre 4 a 8 anos de idade, em 72 municípios. Por conta disso, o projeto foi escolhido como uma das cinco melhores experiências em disputa com 400 outros programas do Unicef, em 184 países.
Para o representante do Unicef no estado, Ruy Aguiar, o reconhecimento é importante e pode trazer investimentos. "Dá visibilidade ao Piauí, reconhecimento e pode trazer investimentos para novas abordagens, materiais e em tecnologia social. O Palavra de Criança é uma tecnologia 100% piauiense, ele foi desenvolvido no Piauí a partir de experiências de Teresina e outros municípios do interior usam a linguagem da região e a cultura pedagógica", ressaltou.
Buriti dos Montes e Castelo do Piauí receberam a visita da equipe de auditores do Unicef na sexta-feira. O programa Palavra de Criança é desenvolvido pelo Instituto ProBem.
Diferencial
O sucesso do programa é atribuído ao principio de que o programa foi desenvolvido baseado na realidade em que as crianças vivem. "O que é interessante é em como o programa pegou o ambiente em que as crianças vivem e está intencionalmente usando-o no jeito como as crianças aprendem. No material utilizado, você vê elementos presentes no cenário local, fazendo isso, o programa garante uma fundação para as crianças sonharem", afirmou Juan-Pablo Giraldo.
O especialista em educação da Unicef acredita que o programa está criando uma geração capaz de vencer dificuldades e alcançar objetivos. "A criança pode dizer: 'Esse é o meu ambiente, ele é difícil, mas eu sou resistente e eu posso sonhar que no futuro ele será melhor para mim e para minha família'. Vocês estão educando uma geração que será orgulhosa da sua cultura e isso é muito enriquecedor para as crianças", ressaltou.


Fonte: CidadeVerde