segunda-feira, 19 de outubro de 2015

River encara equipe do Lajeadense em busca de vaga para a Série C

O time volta a campo com poucas alterações, a única novidade é o retorno do volante Rogério/Foto: AsCom

Noventa minutos separam o River do acesso à Série C do Campeonato Brasileiro. E, em busca da vaga para terceira divisão do próximo ano, o Galo enfrenta, na noite desta segunda-feira (19), o Lajeadense, pelas quartas de finais da Série D do Brasileirão. O confronto acontece às 18h (horário de Teresina) no Estádio Alviazul, em Lajeado, no Rio Grande do Sul.
O primeiro jogo entre as duas equipes aconteceu há uma semana, no Estádio Albertão. Naquela ocasião, o River venceu o adversário por 3 a 0, garantindo uma vantagem importante para partida de volta. Logo mais, o tricolor pode perder por até dois gols de diferença que está nas semifinais da Série D e garante ainda a vaga na Série C do próximo ano. Um placar de 3 a 0 a favor dos gaúchos leva a decisão para os pênaltis. Apesar da vantagem, o técnico do River, Flávio Araújo, prega cautela e reconhece que todo cuidado é pouco. Nos últimos dias, o comandante do Galo reforçou a necessidade de anular o adversário, que irá para o tudo ou nada diante do tricolor. “Estamos conscientes de que temos que fazer um jogo, onde temos que ser agressivos. Não podemos aceitar a pressão do adversário, temos que revidar com outra pressão em cima deles para evitar ser encurralado pela equipe do Lajeadense. Se eles vêm para cima, nós vamos para cima também”, afirmou o treinador.
E, para a partida que pode garantir o acesso, poucas alterações. A única novidade é o retorno do volante Rogério, que cumpriu suspensão no primeiro jogo. No último coletivo, ele atuou entre os titulares ao lado de Amarildo. A certeza de quem vai a campo, no entanto, somente minutos antes do jogo. “O Rogério volta, mas ainda vamos decidir. Não sei se jogo com Amarildo e Rogério, Amarildo e Thiago Dias, ou quem sabe até os três em campo”, comentou Flávio Araújo.
Do lado do Laejadense, a classificação ainda é um sonho possível, apesar da necessidade de golear o adversário. Por conta disso, a ordem do técnico Luís Carlos Winck é para que seus comandados não deem espaço ao adversário. “Eles não podem nem respirar aqui dentro no jogo de segunda-feira”, disse o treinador ao longo da semana. Winck terá o retorno de quatro jogadores importantes para o jogo de logo mais.
A partida desta segunda terá a arbitragem de Bruno Arleu Araújo. Ele será auxiliado por Andrea Izaura Mafra e Carlos Henrique de Lima. O trio é do Rio de Janeiro.
Fonte: Jornal O Dia