terça-feira, 3 de novembro de 2015

Câmara de Cristalândia instaura CPI e pede afastamento do prefeito Neemias Lemos

Neemias Lemos,prefeito de Cristalândia
A Câmara de Vereadores de Cristalândia (900 km de Teresina) instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas irregularidades na administração de repasses do Governo Federal e Estadual referentes à gestão do atual prefeito, Neemias Lemos (PTB). A CPI foi aprovada por 5 dos 9 vereadores da cidade na última segunda-feira (26)
A investigação preliminar, segundo o requerimento, está sendo feita há cinco meses. Dentre as denúncias, estão o desvio de verbas federais na Educação, na Saúde e do Fundeb, suposta apropriação previdenciária e não cumprimento o Termo de Ajuste e Conduta proposto pelo Ministério Público do Piauí para regularização do funcionamento de 23 unidades escolares. O documento pede ainda o afastamento do prefeito Neemias Lemos de suas funções, pelo período de 90 dias.
O vereador Marcos Lisboa (PSB) afirmou que a Câmara tem o prazo de 48 horas, de acordo com o regimento interno, para começar as investigações. "Inclusive, na terça-feira, dia 3 de novembro, vamos entrar com o pedido de afastamento", antecipou Lisboa. "Essas denúncias foram colocadas para todos os órgãos competentes e, a partir do afastamento solicitado, faremos uma auditoria”, explicou. Lisboa acrescentou que o fato foi levao ao Ministério Público e, já na próxima semana, será iniciada uma auditoria na prefeitura. 


Fonte: Cidade Verde