terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Primo do vice-prefeito de Sebastião Barros é acusado de estupro

Uma menor de iniciais E.S.L., de 17 anos, foi estuprada em plena noite de natal, dia 24 de dezembro, na zona rural do município de Sebastião Barros. De acordo com o relato da própria vítima feito na delegacia, ela estava numa festa no Bar do Dornaldo, na localidade Lagoa do Poço, acompanhada por familiares e amigos e ao final da festa, quando quase todos já haviam saído, foi abordada por um rapaz chamado Gasparino, que a chamou para conversar fora do bar. “A gente conhecia ele e ele estava normal, alegre, conversando com todo mundo por isso não fiquei com medo”, falou. Quando saiu do estabelecimento ele tentou beijá-la a força e foi empurrada para dentro do carro dele a tapas. A menina chegou a sair do carro e conseguiu chamar a atenção de policiais militares que estavam no local, mas foi ignorada pelos mesmos, que saíram sem prestar socorro à vítima. 

Com a falta de atenção dos policiais o agressor voltou a agarrar a vítima, desta vez pelo pescoço, a colocou dentro do carro novamente e a levou para um local próximo, mas isolado, onde a agrediu com socos, pontapés e abusou sexualmente dela. Ao gritar por ajuda, a vítima foi socorrida por um casal, que chegou a lutar fisicamente com o suposto estuprador, Gasparino, que deu diversos socos, pontapés, mordeu as costas da menor e negou-se, ainda, a devolver as suas roupas íntimas. 

Humilhada e desesperada, a menor foi na manhã seguinte registrar a ocorrência na 10ª Delegacia Regional de Corrente e fez exame de corpo delito no Hospital Regional, cujo resultado confirmou o estupro. “Achei que a polícia iria prender o rapaz, que dormiu dentro do carro perto da casa dele. Minha calcinha e meu sutiã ainda estavam lá dentro”, disse a vítima.

O acusado é primo do vice-prefeito de Sebastião Barros, Pablo Carvalho. E na manhã deste domingo (27) o pai de Gasparino foi à casa dos pais da vítima e pediu que a queixa contra o filho fosse retirada. A vítima também recebeu mensagens pelo Whatsapp do próprio vice-prefeito, querendo negociar o seu silêncio.

Após o fato, que toda a cidade tomou conhecimento, testemunhas afirmaram que o rapaz já havia tentado estuprar duas mulheres em outra ocasião, sem sucesso. O suposto estuprador também declarou por toda a cidade que pretende matar a menor. 

O promotor da Comarca de Corrente, Romulo Paulo Cordão, já está tomando as medidas necessárias. 

Fonte: GP1