sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Hospital de Gilbués fecha as portas

Desde o dia 31 de dezembro de 2015, a Unidade Hospitalar Areolino Mascarenhas Lustosa, localizada no município de Gilbués, interrompeu por tempo indeterminado qualquer tipo de procedimento de saúde. A Secretaria de Saúde de Gilbués encaminhou ofício à Secretaria de Saúde do Estado do Piauí, informando a paralisação de todas as atividades do Hospital, apartir desta data.  Segundo o prefeito Francisco Pereira de Sousa e o secretário de Saúde do município, Eulício Assunção Teles, desde janeiro de 2015 quando o atual governador, Wellington Dias (PT),tomou posse, que a administração da prefeitura de Gilbués vem tentando um acordo financeiro no sentido de viabilizar a gestão do Hospital. Como a situação ficou insustentável, em termos financeiros para a prefeitura, a mesma foi obrigada a tomar essa decisão extremamente desagradável para a população da cidade. Como a administração do Hospital de Gilbués é de responsabilidade do Estado, o município aguarda uma solução para a reativação do Hospital, imprescindível à toda população gilbueense. Gilbués agora é uma cidade sem hospital  e sem delegacia.