quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Crise deixará 80% dos municípios do Piauí sem carnaval, diz APPM

Carnaval de Floriano
O presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Arinaldo Leal afirmou que 80% dos municípios do Piauí não irão promover festas de Carnaval este ano. Segundo ele, o cancelamento do evento se deve a crise econômica que atinge a todos os municípios do Piauí. "Por conta da crise a nossa orientação é que os prefeitos avaliem a importância do Carnaval em seu município. Há cidades como Floriano, por exemplo, onde o prefeito demonstra que é viável a realização do Carnaval, já outros que não tem tradição não irão fazer. Ainda não temos uma estimativa concreta mas cerca de 80% não irão ter Carnaval", pontuou Arinaldo.
Há ainda municípios que se comprometeram a mudar o destino do investimento que seria feito com a festa em Educação e Saúde, foi o caso de Piracuruca, que prometeu cancelar a tradicional festa para investir cerca de R$ 150 mil que seriam utilizados na melhoria de postos de Saúde.
Outro ponto levantado por Arinaldo Leal é a  procura dos gestores pelo apoio da iniciativa privada, já que o investimento público não será o foco em 2016. "Estão procurando mais a iniciativa privada para realizar os eventos como alternativa já que o investimento público vai diminuir", completou.
E quem não cancelar, vai se adaptar, é o que garante o presidente, festas já tradicionais irão diminuir o porte das atrações e da estrutura. "A grande maioria cancelou e os que vão fazer, certamente serão mais modestos este ano. O foco será o retorno ao município. Se for relevante e trouxer retorno para o município é importante que aconteça", concluiu.


Fonte: CidadeVerde