segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Greve dos professores estaduais completa 15 dias

TERESINA - Em assembleia geral realizada na manhã desta segunda-feira (29) no Teatro de Arena, centro de Teresina, os professores estaduais decidiram por dar continuidade ao movimento grevista que já dura mais de 15 dias.
Durante uma reunião que aconteceu na última quinta-feira (25), o Governo do Estado se comprometeu a pagar o reajuste salarial da categoria em duas parcelas, 5% em janeiro de 2017 e a segunda parcela (30%) somente em outubro.
De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Piauí (Sinte/PI), Francisco das Chagas, a todo o momento o Governo tem chamado para apresentar propostas, mas o sindicato tem rejeitado todas. “Até o momento a categoria está unida. Não só escolas de Teresina, mas no interior também. Cerca de 90% das escolas públicas de todo o Piauí estão paradas”, disse.
Para Odeni Silva, presidente do Sinte/PI, a categoria tem que fortalecer a greve. “De um lado temos o movimento grevista e, do outro, temos a ameaça do Governo de cortar nossos pontos e decretar ilegalidade da greve”, explicou. Ainda segundo Odeni, as manifestações devem se estender para os demais bairros da capital e para o interior do Estado. “Temos que manifestar também nos outros municípios porque a situação lá em bem pior”, completou.
O Sinte/PI deve realizar assembleias com manifestação todas as segundas-feiras até chegar o objetivo: pagamento em parcela única do reajuste de 35%.
Fonte:Capital Teresina