quarta-feira, 23 de março de 2016

Quatro políticos piauienses aparecem em planilhas da Odebrecht

Firmino Filho, Wellington Dias, Ciro Nogueira e Heráclito Fortes
O nome do prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB) aparece em uma das planilhas de pagamentos encontradas pela Polícia Federal durante buscas na residência de Benedicto Barbosa Silva Junior, presidente da Odebrecht Infraestrutura. A ação é parte da 23ª fase da Operação Lava-jato, deflagrada no dia 22 de fevereiro, denominada de Acarajé. Os documentos foram publicados pelo repórter Fausto Macedo, do Estadão. Também aparecem os nomes do governador Wellington Dias, do senador Ciro Nogueira e do deputado Heráclito Fortes. As investigações apontam que era na Odebrechet Infraestrutura que funcionava o setor de propinas da empresa, chamado setor de “Operações Estrutadas”, onde um moderno software de gerenciamento de contratos e pagamentos era usado para fazer a contabilidade paralela da empresa. Benedicto é apontado como um dos executivos-chave do esquema de propinas da empreiteira. 
 
As planilhas encontradas na residência estão organizadas com nomes de políticos e partidos divididos por siglas ou local, com anotações manuscritas fazendo referência a pagamentos. Aparecem nomes de mais de 200 políticos de todo país da base aliada ao governo e da oposição, como José Serra, Rodrigo Maia e o prefeito Firmino Filho. 



Planilha encontrada pela Polícia Federal
Nos documentos, contudo, não há nenhum indicativos que os pagamentos sejam irregulares ou fruto de caixa 2. A documentação vai ser analisada pela Polícia Federal.
Prefeito Firmino Filho

Em entrevista ao GP1, o secretário de Comunicação da Prefeitura de Teresina, Fernando Said, negou que Firmino Filho tenha recebido doações de construtoras na campanha de 2012.

“O que tem de informação oficial nossa é que os recursos que foram recebidos pelo prefeito de fora foram originários do PSDB nacional. Diretamente de qualquer uma dessas construtoras, nenhum recurso foi colocado na campanha”, explicou.

Questionado o porquê do nome de Firmino aparecer na lista, Fernando respondeu: "O nome pode estar aparecendo porque ele recebeu recursos originários do PSDB nacional. Eventualmente o PSDB nacional pode ter dito ‘olha nós queremos contribuições para campanhas tais’, e a construtora ter contribuído para o PSDB nacional e ele ter repassado, é a única possibilidade. Mas, nós estamos contato com o diretório nacional para resolver isso", finalizou.
 
Deputado Heráclito Fortes
A assessoria do deputado federal, Heráclito Fortes, informou ao site da Uol que "A planilha mostra o CNPJ, ou seja, é doação oficial, tudo dentro do que determina a lei, inclusive está na prestação de contas encaminhada à Justiça Eleitoral, portanto, não há irregularidade". 

Fonte: GP1