quarta-feira, 20 de abril de 2016

Após secar completamente, lagoa de Parnaguá recebe 10 mil peixes

Após secar completamente a lagoa de Parnaguá, município a 850 km da capital, recebeu cerca de 10 mil peixes esta semana que servirão para a recuperação total do reservatório. A lagoa é a maior do Piauí há cerca de cinco anos e a quinta maior do Nordeste e por conta do longo período de estiagem que o Estado atravessou, chegou a secar,  o que resultou imagens chocantes do local. Alvino Pereira Queiroz, foi o responsável pela iniciativa, que teve o apoio financeiro do deputado Cícero Magalhães e do governador Wellington Dias. "O objetivo é aumentar o volume de peixes na lagoa e devolver a vida ao local. Eles servem tanto para alimentação como até de atração turística", pontuou Alvino. 
Foram colocados na lagoa tambaquis e tilápias de todos os tamanhos. Os peixes não terão necessidade de receber alimentação pois há locais onde a profundidade chega a sete metros e os animais poderão obter o próprio alimento.
Imagem da Lagoa em 2015
Alvino comemora ainda o fato de a lagoa estar completamente limpa, já que ele havia secado e acrescenta que comerciantes locais já começam a lucrar com a movimentação do local. "Lá já voltou a ser ponto turístico da região e até a renda já melhorou por lá. Por enquanto só vendem galinha caipira e outros alimentos, mas logo, logo o peixe voltará a ser um grande atrativo", concluiu.
Imagem da Lagoa de Parnaguá em 2010

Fonte: CidadeVerde