quarta-feira, 27 de abril de 2016

Assaltante foragido pode está baleado no mato

 Major Hortêncio 
Hoje pela manhã no programa Tribuna do Povo apresentado pelo radialista Gutão na Rádio Cerrado FM o Major Hortêncio deu detalhes da ação que culminou com a morte de um bandido durante assalto em Monte Alegre - PI. A polícia foi comunicada sobre o assalto a um posto de combustíveis em Monte Alegre por volta de 0:30 a 1h da manhã de terça (26).

Os assaltantes
- Dois  elementos com roupas (uniforme) da Abengoa e São Pedro e que levaram o marido e a gerente como reféns o marido e a sub gerente até o  posto, onde fizerem a gerente abrir  o cofre  e entregar todo o dinheiro.
Força tática
- Quando tomei conhecimento determinei que a força tática fosse se juntar à policia militar do BPM de Monte Alegre e Gilbués para dar  apoio. Quanto a FT chegou os policiais de Gilbués já haviam prendido um meliante, que fugia em direção a Santa Filomena. Esse já tem passagem pela polícia. Havia sido preso por nós e levado para penitenciária de Bom Jesus por tráfico de drogas. Ele contou tudo como foi o planejado. Contou quem planejou, como foi a ação e onde os outros estavam.
O cerco
- Com a informação foi feito um cerco onde os outros  estavam  na casa de  PM nosso,  quando foi dada a voz de prisão.  Houve reação dos dois  bandidos. Um  foi alvejado e socorrido pelos policiais militares e levado em ambulância  para Teresina. Chegando próximo a Bom Jesus ele não resistiu vindo a falecer.
Ferido
-  Acreditamos que o outro foi baleado, só que devido a nossa preocupação e pelo o horário próximo de 4 h da manhã, fomos socorrer o ferido e não continuamos as diligencias. Reiniciamos as diligencias ao romper do dia.  Por  volta de d 4 h da tarde a família dele estava preocupada, pois não havia dado notícia. A gente acredita que ele possa está ferido  por dentro do mato. Toda a família está tentando localizá-lo, mas até agora  não temos informação desse outro elemento. Não sabemos se foi ferido e esteja morto ou se conseguiu fugir.
O dinheiro
Recuperamos quantidade em dinheiro, as armas deles, dois revólveres, as motos utilizadas no assalto e um carro. A moto levada  de assalto foi recuperada e entregue ao dono.
Envolvimento da esposa
Não posso afirmar, mas o rapaz que foi preso,  delatou todo plano.  Disse que foi o marido da gerente quem planejou tudo.  O delegado vai investigar  a veracidade. Não se pode confiar em palavra de bandido, mas tudo que ele falou pra gente bateu. Ele disse que os  dois  caras que  participaram  do assalto,  tinham convidado ele, pois ele (delator) havia sido preso tempos atrás com drogas em Monte Alegre. Nós tivemos a informação que estava vindo droga de Goiás  e ia ter alguém  em Monte Alegre para receber. Fizemos campana, realmente a droga chegou e esse rapaz foi preso. A informação que ele passou pra gente é que os dois caras foram procurar ele, porque as armas eram dele (delator.) Ele disse que os caras saibam que ele  estava devendo ao advogado que conseguiu tirá-lo da cadeia, o valor   10 mil reais e por isso sugeriram que ele participasse.   Você arruma as  armas pra gente, a gente faz a parada, já que tu deve o advogado tu pega um pouco e vai pagando o advogado. Isso  ele fez. Tanto que foi  pego com dinheiro. Falaram com ele pela manha, marcaram o encontro à tarde. Quando se encontraram a tarde,  estava o marido da gerente combinando. Dizendo que os caras iam pegar ele como refém, iam pra casa dele, lá pegavam  a mulher dele, iam pra o posto, a mulher abriria o cofre, pegavam o dinheiro e iam embora e ele ficava dando  poio para a mulher dele, como se ele não tivesse envolvimento. Essa informação foi o que o preso falou pra gente. Cabe a delegacia ver se  isso é verdade.
Sobre o policial
- Infelizmente  é soldado nosso. É o Ávilo.  Ele trabalha em Corrente, mas mora em Monte Alegre.
Situação do pm
- Está sendo autuado junto com os outros bandidos e responderá pelo crime comum de assalto. Como  ele é policial  ele vai ficar preso no quartel e deve ser ouvido hoje. Ai vou entrar em contato com a corregedoria, vou abrir  inquérito militar  dele e da ação da PM, até pra resguardar os policiais. Quando envolve morte tem que ser feito procedimento. Já vou baixar portaria hoje, entrar  em contato com a corregedoria e  autuar em flagrante.  Até sexta- feira ele deverá ser levado para o presidio militar em Teresina. O tratamento com ele será igual ao dos outros. A diferença é que  ele não vai ficar preso junto com os outros.  Ele ficará  preso em presidio militar,  até julgamento para saber se será excluído  ou não.
Ligação com assalto em Gilbués
- Acredito que sim. O delegado está investigando e pode sim. Eles acharam fácil ter dado tudo certo da primeira vez e acharam  que dessa vez ia ser do mesmo jeito, mas acabaram se dando mal.
Fonte: Portal F10