sábado, 2 de julho de 2016

Declínio do fenômeno El Niño pode suavizar estiagem no Piauí

A previsão para o período de estiagem no Piauí em 2016 traz boas notícias. Neste ano, o fenômeno El Niño, responsável pelas maiores épocas de seca no Norte e Nordeste, sofre um declínio, o que podesuavizar o ciclo de estiagem no estado. É o que aponta o setor de Hidrometeorologia da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar).
Os modelos climáticos indicam que o El Niño começou a enfraquecer no mês de fevereiro e foi perdendo as características. “Com o fim do El Niño, é provável que, no segundo semestre, haja um curto período de neutralidade e também de La Niña, o fenômeno inverso que favorece a chegada de frentes frias”, explica a gerente de Hidrometeorologia da Semar, Sônia Feitosa.
Com a permanência do La Niña pelos próximos meses, o ano de 2016 tende a ser melhor do que o anterior, no qual agricultores do Piauí sofreram com a perda de safra e morte de animais. “Em 2015, o El Niño esteve muito forte e as chuvas foram extremamente reduzidas, o que causou a escassez de água nos reservatórios e afetou diretamente na produção agrícola. Neste ano, se o La Niña permanecer, será um período mais ameno”, destaca Sônia.
Ainda segundo a meteorologista, mesmo com as boas previsões, o estado precisa se precaver para que o ciclo de estiagem não traga fortes consequências. “Mesmo com a moderação do tempo, os agricultores correm o risco de ter prejuízos, pois já não chove no Piauí desde fevereiro. A seca é uma dificuldade constante no nosso estado e todos os cuidados são indispensáveis, principalmente nessa época marcada pela escassez de chuvas”, atenta Feitosa.
Para o combate aos efeitos da estiagem, o Governo do Estado vem reforçando as ações com a intenção de garantir o abastecimento no Semiárido piauiense. Dentre as medidas, estão a instalação de equipamentos e construção de reservatórios para armazenamento e distribuição de água de poços já perfurados, a perfuração de novos poços com toda a estrutura necessári
Fonte: AsCom