terça-feira, 12 de julho de 2016

Olímpia de Gilbués estréia goleando na Copa Extremo Sul

Olímpia
Um verdadeiro festival de gols.  Foi assim em mais dois jogos da Copa Extremo Sul de Futebol. As porteiras estiveram totalmente abertas. É do tipo faz lá, que eu faço cá.
Sábado foram 10 gols no jogo entre Pracinha de Corrente e Fortaleza de Monte Alegre. Cada um fez cinco. O Pracinha deixou escapar a vitória no finalzinho do jogo.
O gol montealegrense foi comemorado como se fosse uma vitória. Dirigentes e torcida reclamaram muito da arbitragem. Os dois times, talvez pela juventude,  não se preocupam com a defesa. Não conseguem se fechar e jogam o tempo todo partindo para cima do adversário,  deixando suas defesas desguarnecidas.
O Pracinha foi o maior vacilão nesse jogo, mandar todos para o ataque faltando dois a três minutos e estando vencendo é como dar uma tacada sem rumo na sinuca e suicidar. Contra o Beira Rio cometeu o mesmo erro.
Pontos fortes
Fortaleza e Pracinha  tem atacantes velozes, poderiam usar essa arma nos contra-ataque, se resguardando atrás. Placar final Pracinha 5 x 5 Fortaleza.
No jogo de domingo novamente times com setores defensivos totalmente abertos, mas o Olímpia de Gilbués teve melhor sorte. Isso mesmo, sorte, tendo em vista que o time de Sebastião Barros teve inúmeras chances de empatar quanto perdia por 3 a 1 e mesmo depois de está perdendo por 5 a 1.Bolas na trave e gols perdidos foram vários.
Um fato específico também contribuiu para a goleada de Gilbués. O goleiro do time de Sebastião Barros é muito ruim. A copa continua fria, igualzinho o mês de julho em Corrente.

Sebastião Barros


Pracinha

Fortaleza de Monte Alegre


Fonte: Portal F10