segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Mais de 50 prefeituras no Piauí tiveram energia cortada por atraso

Mais de 50 prefeituras no Piauí tiveram energia cortada por atraso no pagamento na conta de luz. Um dos casos recentes ocorreu no município de Luzilândia que estava com 2.084 faturas atrasadas, totalizando um débito de quase R$ 3 milhões. 
Rafaela Moreira, uma das diretoras da Eletrobras-PI, ressalta que a empresa tem agido com rigor na cobrança tanto de consumidores residenciais quanto em relação às prefeituras que, além de terem o fornecimento suspenso, podem ser denunciadas no Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado e negativadas no Cadastro de Inadimplentes da União (Cadin), ficando impedidas de receberem repasses federais. 
"A régua de cobrança tem sido para todos os consumidores. Algumas prefeituras alegam que têm atrasado as contas por queda no repasse do FPM. Estamos fazendo um mapeamento e intensificando as fiscalizações", disse Moreira, em entrevista ao Jornal do Piauí, desta segunda-feira (07). 
Os débitos de empresas com a Eletrobras ultrapassam R$ 23 milhões. Ao todo, 34 foram inclusas no Cadin, 54 tiveram a energia cortada e 43 foram denunciadas ao Tribunal de Contas do Estado. 

Fonte: CidadeVerde