terça-feira, 27 de setembro de 2016

Polícia suspeita que quadrilha planeja assaltar candidatos no Piauí

Valter Gomes
Depois de levantar episódio ocorrido em Água Branca, quando a residência de um candidato a vice-prefeito foi invadida de madrugada por três homens; de iniciar investigações em torno do sequestro do presidente da Câmara Municipal de Porto, Valter Gomes, que é candidato a prefeito; e de tomar conhecimento do desaparecimento da ex-prefeita de Madeiro, sábado passado (24), um grupo especial da Polícia Civil do Piauí suspeita que as operações tenham sido realizadas por uma quadrilha que se preparou para assaltar residências de candidatos a prefeito calculando existir dinheiro em espécie guardado para distribuir com eleitores. Um fato ocorrido em uma cidade do Maranhão próxima a Porto e a Madeiro levaram a polícia a estabelecer uma ligação com o episódio de Porto. O ataque de Água Branca, apesar de ser em outra região, não foge ao modo de operar da quadrilha: surpreender o candidato dentro de sua residência, exigir que digam onde guardam dinheiro e sequestrar a vítima caso não seja encontrada uma quantia razoável, como foi o caso do presidente da Câmara de Porto.

Fonte: GP1