quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Polícia deflagra ação em quatro estados e prende quadrilha de assalto milionário

A Polícia Civil do Piauí deflagrou operação em quatro estados do país para desarticular uma quadrilha interestadual especializada em roubos. De acordo com o delegado Matheus Zanatta, o grupo criminoso é responsável pela tentativa de assalto milionário a fazenda Serra Branca, município de Uruçuí, no último dia 12. "Está confirmado que a quadrilha insterestadual que estamos prendendo hoje é a mesma que fez o assalto a fazenda Serra Branca. Continuamos as diligências para fazer mais prisões", destaca. 
A quantidade e nome dos presos ainda não foram divulgados. Contudo, o delegado ressalta que o chefe do bando foi preso em Goiás e que na propriedade dela havia 12 tratores, maquinário avaliado em mais de R$ 5 milhões. 
"As investigações começaram após a ação criminosa onde tentaram roubar quase R$ 4 milhões em agrotóxicos. Várias pessoas foram presas e veículos apreendidos. Só para se ter uma ideia, o chefe da quadrilha foi preso em Goiânia e ao cumprirmos o mandado de Busca e Apreensão na fazenda dele, encontramos 12 tratores, mais de R$ 5 milhões em máquinas. Com a prisão do chefe, estamos quebrando um 'braço' da organização criminosa", disse Zanatta.
Tentativa de assalto milionário
A ação do policial que impediu o assalto na fazenda Serra Brancaocorreu no último dia 12. Cerca de 16 assaltantes armados invadiram a propriedade e conseguiram render 45 funcionários que foram obrigados a retirar a carga de defensivos agrícolas e carregarem um caminhão trazido pela quadrilha, com placa de Pastos Bons (MA). 
A polícia conseguiu chegar ao local porque um dos funcionários da fazenda escapou no momento do assalto e conseguiu pedir socorro. 
Na troca de tiros com os policiais, um dos assaltantes envolvidos morreu. Dias depois, dois suspeitos se entregaram, dois foram capturados e os demais estavam foragidos. 
Participam da operação Toxicum, o 10º BPM de Uruçuí, as polícias Civil do Piauí, Maranhão, Goiás e Tocantins, além de equipes da Polícia Rodoviária Federal e do juiz e promotor da comarca de Uruçuí-PI.



Fonte: CidadeVerde