sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

'Gestor tem que focar em prioridades como saneamento', diz Henrique Pires

Henrique Pires, presidente da Funasa
O presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Henrique Pires, destacou que os governos municipais precisam focar em prioridades como a cobertura em saneamento básico, que é muito deficitário no país, e principalmente no Piauí. Para Henrique Pires, o desenvolvimento em ações de saneamento básico traz benefícios e ainda gera uma economia em outros setores, sobretudo o de saúde. “É a forma mais inteligente que tem de o Estado ou município investir, porque cada valor que você investe em saneamento você economiza em quatro a cinco vezes mais nos gastos com saúde, que é um dos maiores dos governos federal, estadual ou municipal através do SUS. A implantação do sistema de tratamento de esgoto é estar injetando diretamente na redução de gastos com saúde”.
Nesta sexta-feira (13), em entrevista para o Jornal do Piauí, o presidente disse que a FUNASA apoia o Congresso das Cidades, que acontecerá do dia 13 a 15 de março. “Estamos em todo o país, apoiando tudo que envolva o município, quanto ao uso racional do orçamento público e a melhoria no atendimento a população, por isso apoiamos a realização do congresso e podemos contribuir com ele”.  
O presidente acredita que quando o gestor faz as escolhas erradas, a população, principalmente a mais pobre, é a que mais sofre. “Eu falo em prioridades do gestor, o gestor tem que ter coragem. No Brasil falta muito ainda para chegar em níveis razoáveis. A campanha da Fraternidade, o ano passado foi em cima do saneamento. Então você admitir que num país que fabrica avião, ter gente que não tem água em casa, que não tem um banheiro [...]  Isso é uma coisa para quem faz política, fazer com decência, procurar fazer com paixão que tem que ter. Deixa a gente indignado. É pra que gente, que está como gestor, avalie aquele que não tem o benefício”, argumentou sobre as questões que culminam com a deficiência em saneamento no Brasil. 
Ainda de acordo com Henrique Pires, no momento a FUNASA no Piauí, a partir de segunda-feira, estará colhendo mais assinaturas de termos pra que prefeitos implantem obras em seus municípios.
“Na APPM aproveitamos um evento que estava acontecendo da eleição (semana passada) para pegar assinaturas para os planos municipais de saneamento básico. No Piauí estamos aumentando a quantidade e melhorado as qualidades dos projetos. Mas ainda, infelizmente, existem gestores que escrevem no papel que não querem o orçamento porque não é necessário para o município, para poderem prejudicar o prefeito que está entrando”. 

Fonte: CidadeVerde