terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Mais uma tragédia na BR 135: 4 pessoas morrem em acidente à 10 km de Cristalândia do Piauí

Mais um acidente ocorrido na BR 135, distante 10km do município de Cristalândia do Piauí, causou a morte de 4 pessoas na tarde dessa terça-feira de Carnaval. O carro Honda Civic prata, placa JIR 7800, de Brasília/DF, conduzido por Ione Ribeiro Alves, de 40 anos, capotou na rodovia e caiu em uma ribanceira. De acordo com o condutor do veículo que vinha atrás, ocupado por pessoas da mesma família, Ione fazia uma ultrapassagem em um local apropriado, numa reta, quando uma das rodas trazeiras saiu da pista. "Depois disso o carro ficou completamente desgovernado, capotou e caiu na ribanceira. Posso afirmar com absoluta certeza que não foi imprudência, o que causou o acidente foi a altura da pista e a falta de acostamento", declarou o condutor, que perdeu a esposa e a filha, ocupantes do carro da frente.
Morreram no acidente, além da condutora, a sua sobrinha Michele, de 22 anos; Arya Faifer, mais conhecida como Fayfinha, de 26 anos e sua filha de 10 meses, Naomy. O Sargento Santos, da Polícia Militar do DF, marido de Ione e que ocupava o banco do carona sobreviveu, sofrendo apenas um ferimento leve na cabeça.
Todos os ocupantes dos dois veículos são moradores do Distrito Federal e visitavam familiares e amigos no município de Gilbués, sua cidade de origem. O sepultamento de todos os corpos acontecerá na cidade de Gilbués.
O prefeito de Gilbués, Leonardo Morais Matos, esteve em Corrente para prestar assistência às famílias e afirmou que irá decretar luto oficial na cidade. "Estamos todos muito abalados e lamentamos profundamente por essa tragédia", declarou.
Esse é o segundo acidente em apenas 4 dias no mesmo trecho da BR 135, totalizando 8 mortes. No último sábado outro grave acidente vitimou 4 pessoas da mesma família em condições semelhantes às do acidente de hoje. Em toda a sua extensão do Extremo-Sul do estado a rodovia não oferece acostamento e há diversos pontos onde o asfalto está bastante danificado, com ondulações dentro da própria pista, obrigando os motoristas a fazer manobras arriscadas para evitar maiores tragédias. O problema existe há vários anos e até o momento nenhuma autoridade competente assumiu o compromisso de regularizar a situação da estrada que escoa toda a produção do Cerrado e é a única porta de entrada e saída no sentido sul do estado.

Prefeito de Gilbués, Leonardo Morais Matos

 
Fonte: Portal Corrente