quarta-feira, 22 de março de 2017

Homenagem a Irmã Mara (In Memoriam)

Irmã Mara (Festejo de Gilbués/2016)
Irmã Mara...! Chegou em Gilbués e ali exerceu seu ministério. Abandonou o seu hábito de freira em 1983, por motivos pessoais, e tomou uma firme decisão que a acompanhou até hoje o dia de seu falecimento: continuaria residindo em Gilbués para ratificar o amor aos seus princípios e verdade cristã de amor pelo que havia entregue a sua vida: O amor ao próximo e mais nenhuma outra motivação! Você fechou com chave de ouro esta linda promessa, Sister! Orquestrou seu teclado até onde suas forças permitiram. Séria em suas posições sempre. Sábia e companheira. Inteligente e simples. Ensinou música como a grandeza dos grandes que creem que a delicadeza da arte é forte e ainda vencerá. Cria na vitória do conjunto e unidade de todos para o benefício da maioria. Nós fomos loucos em nossas conversas sonhadoras, Sister! Mas como é bom ser torto em um mundo que vemos que está indo rápido em um caminho fácil e muito reto para uma inevitável destruição! E riamos por estarmos com poucos fora e na margem desta estrada!  Lindo foi sua trajetória e sua conduta e suas retas posições! Obrigado por me receber em sua casa nas minhas todas visitas a você. Foi bom saber que as pessoas assim existem, são reais e agora são eternas! Dou agora aquele delicado e cuidadoso abraço que lhe dei tantas vezes, e agradeço por compreender e aceitar eu chama-la de Sister! Apenas eu!! Dê um abraço pessoalmente em Jesus e lhe diga que estaremos todos bem juntos no tempo Dele!!

Beijo, Sister!!

Texto: Francisco C. Araújo Filho