domingo, 1 de outubro de 2017

Em Piripiri, João Henrique discute tese da candidatura própria do PMDB

João Henrique
O vice-presidente regional do PMDB no Piauí, João Henrique de Almeida Sousa, reuniu neste sábado (30) dirigentes e lideranças do partido de Piripiri e municípios da região para discutir a tese de candidatura própria da sigla a governador do Estado em 2018. O encontro ocorreu na Câmara Municipal de Piripiri, e reuniu presidentes, delegados, prefeitos e vereadores do município e das cidades de Milton Brandão, Lagoa do São Francisco e Domingos Mourão. 
Entre os presentes, o prefeito de Piripiri, Luis Menezes, liderança histórica do PMDB no Piauí. No evento, João Henrique relembrou as campanhas vitoriosas do PMDB de 1986 e 1994, quando Alberto Silva e Mão Santa, respectivamente, foram eleitos governador, disse que toda eleição é imprevisível e conclamou os presidentes e delegados do partido a abraçarem a ideia de candidatura própria. “Em política não existe essa história de ‘já ganhou’. Toda campanha começa 0 a 0 e toda eleição é absolutamente imprevisível. Portanto, vamos à luta, o PMDB tem todo o direito de disputar o Governo do Estado”, afirmou. 
Ex-ministro dos Transportes e atual presidente do Conselho Nacional do Sesi (Serviço Social da Indústria), João Henrique criticou o Governo Wellington Dias e condenou a aliança de parte do PMDB com o PT. Para ele, as bases têm de ser ouvidas para decidir se o partido deve ou não ter candidato a governador. “O PMDB é um partido de luta, de homens e mulheres corajosos. Nós temos que ouvir as bases para decidir em quem devemos votar”, defendeu. 
João Henrique disse ainda que o PMDB atravessa o melhor momento para lançar candidato próprio. “Temos o presidente da República, que está recuperando a economia do país, e já garantiu todo o apoio a uma eventual candidatura a governador”, disse. O prefeito Luís Menezes defendeu a candidatura própria a governador. “Um partido do porte do PMDB não pode deixar de lançar candidato a governador”, disse. 
Para ele, nenhum peemedebista deve se opor à tese de candidatura própria. “Temos de ter candidato próprio. Competir é a única maneira de fazermos o nosso PMDB voltar a crescer”, observou. O presidente do PMDB em Piripiri, Edvar Gomes de Araújo, lembrou que o partido tem um histórico de lutas e de vitórias. “Nós sempre enfrentamos muitas dificuldades e sempre superamos. Por isso, não podemos deixar de, mais uma vez, enfrentar mais esse desafio”, disse ele, emocionado. 
Também defenderam a candidatura própria o vereador Chico Corinto, de Piripiri, e os dirigentes do partido em Milton Brandão, José Filho, e de Domingo Mourão, Valdir Bandeira. “Vai ser difícil votar no PT, caso o PMDB decida apoiar a reeleição do governador Wellington”, disse Valdir Bandeira. O encontro com as lideranças em Piripiri é o quarto realizado com a finalidade de mobilizar as bases do PMDB em torno da tese da candidatura própria – o primeiro foi em Jaicós, no dia 16, os outros dois em Barras e Campo Maior, no último dia 23.


Fonte: CidadeVerde