sábado, 2 de dezembro de 2017

Bases do PMDB querem candidatura própria, diz João Henrique

O vice-presidente regional do PMDB no Piauí, ex-ministro João Henrique de Almeida Sousa, declarou nesta sexta-feira (01), em Picos e em Oeiras, que as bases do partido no interior querem a candidatura própria da sigla ao governo do Estado nas eleições do ano que vem. Segundo ele, os presidentes e delegados do PMDB no interior estão convencidos de que a candidatura própria é a melhor saída para o partido se fortalecer no pleito de 2018. 
“As lideranças do PMDB no interior não têm ilusões quanto a uma eventual aliança com o governo Wellington Dias, pois sabem que governo do PT não vai deixar de apoiar os candidatos petistas para ajudar os peemedebistas”, afirmou ele em Picos e em Oeiras, durante reunião com presidentes, delegados e outras lideranças do PMDB. As duas reuniões fazem parte da mobilização do presidente nacional do Sesi (Serviço Social da Indústria) para mobilizar as bases em torno da candidatura própria do PMDB ao governo do Estado.
A reunião em Picos ocorreu ao meio dia, no Picos Hotel, e reuniu dirigentes, prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e outras lideranças de 18 municípios – entre eles os prefeitos de Campo Grande, João Batista, e de Fronteiras, Maria José Aires. Em Oeiras, o encontro foi no início da noite desta sexta, na Câmara Municipal. Participaram dirigentes e lideranças do PMDB da Primeira Capital e de outros municípios da região, entre eles o vereador Beron Morais, de Oeiras, e o vice-prefeito de Santa Rosa, Chico Santos. 
Nos dois eventos, ele pediu às lideranças apoio à candidatura própria na convenção do partido, marcada para julho do ano que vem. João Henrique defendeu o rompimento do PMDB com o Governo Wellington Dias e disse que ao partido não restará outra alternativa a não ser lançar candidatura própria a governador. Para ele, não há possibilidade de o PMDB emplacar a vaga de vice na chapa de reeleição de Wellington, como querem os peemedebistas aliados ao governo. 
“Não restará outra saída ao PMDB senão lançar candidatura própria ao Governo. E nós teremos candidato, porque o PMDB sempre foi de luta, sempre foi de briga e não é agora que vai ser diferente”, afirmou. Neste sábado, ele reúne os dirigentes do PMDB em Floriano, com representantes dos municípios da região.


Fonte: CidadeVerde