quarta-feira, 25 de abril de 2018

Ex-deputado preso está 'ansioso para esclarecer' os fatos, diz advogado

Márcio Junqueira, ex-deputado federal

BRASÍLIA — Preso na manhã de ontem (24) em sua residência em Brasília, o ex-deputado Márcio Junqueira (PROS-RR) “está ansioso para esclarecer os fatos”, segundo informou sua defesa, que o orientou a ficar em silêncio no depoimento que deve prestar ainda hoje à Polícia Federal (PF). Quando foi detido, Junqueira estava sem advogado e coube ao criminalista Bruno Pena, que trabalha para o diretório nacional do PROS, acompanhá-lo.

O defensor veio de Goiânia nesta manhã depois de ser informado da prisão do ex-deputado, de quem é amigo, e disse ao GLOBO que orientou Junqueira a ficar em silêncio até que ele tenha acesso a todos os documentos da investigação.
— Ele não tem nenhuma relação com os fatos investigados e está ansioso para esclarecer tudo — afirmou Pena.
O ex-parlamentar foi detido por volta das 6h, levado ao Instituto Médico Legal (IML) para o exame de corpo e delito e está na Superintendência da Polícia Federal em Brasília. Junqueira foi o único preso preventivamente na operação desta terça-feira, que também fez buscas nas residências e no gabinete do presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI) e do deputado Eduardo da Fonte (PP-PE).
Os três são suspeitos de terem cometido crime de obstrução de Justiçapor, supostamente, terem ameaçado o ex-assessor de Ciro José Expedito Rodrigues Almeida, que vinha colaborando com as investigações sobre propinas aos parlamentares do PP no esquema de corrupção na Petrobrás e relatou à PF as ameaças, o que deu origem a operação desta terça
Fonte: O Globo