quarta-feira, 2 de maio de 2018

Agespisa paga salário de R$ 12 mil a telefonista e R$ 40 mil a engenheiro



Estatal com referência em supersalários, a Agespisa (Água e Esgotos do Piauí S/A) está pagando de R$ 11 mil a R$ 12 mil a telefonistas. É o que revela o documento apresentado pela empresa ao Cidadeverde.com. De acordo com o Portal da Transparência, o maior salário pago na Agespisa é de R$ 40 mil a um engenheiro que foi admitido em agosto de 1972 (46 anos de casa). 
Cidadeverde.com tentou falar com o presidente da Agespisa, Genival Sales, mas ele apenas encaminhou relatório de contracheques que confirmam os salários pagos as telefonistas.
Pelo documento, a telefonista que ganha R$ 12,4 mil (bruto) trabalha na empresa há 35 anos e foi beneficiada com incorporações e gratificações quando a implantação do Plano de Cargos e Carreiras da empresa. A servidora, pelo documento, recebe de vencimento líquido R$ 6,7 mil mês, devido os descontos. Pela descrição seu salário base é de R$ 4,4 mil. 
As incorporações, tempo de serviços e promoções elevaram os salários na empresa, segundo a própria Agespisa.
O engenheiro que recebe R$ 40 mil, salário maior que um ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) - que varia de R$ 33 mil a R$ 37 mil - foi beneficiado com o plano de cargos aprovado na Assembleia Legislativa. 
Programa de Afastamento
Os altos salários foram reduzidos na Agespisa com o Programa de Afastamento Incentivado (PAI). Aderiram ao programa 205 funcionários e houve uma redução na folha em R$ 3,3 milhões, segundo a empresa. No total foram pagos R$ 61 milhões em rescisões.
TCE solicita folha
Venceu hoje o prazo dado pela TCE (Tribunal de Contas do Estado) para que a Agespisa envie documentos sobre os salários dos funcionários. A empresa gerencia a própria folha de pagamento. Segundo a Agespisa toda a documentação solicitada pelo TCE foi encaminhada.
Números da Agespisa
São 1.104 empregados efetivos
Gastos com efetivos - 5,7 milhões
Terceirizados - 1.003
Gastos - R$ 2,2 milhões
Comissionados - 57
Gastos - R$ 251 mil

Fonte: CidadeVerde