sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Há quase dois meses de greve, professores voltam a protestar


O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica do Piauí (SINTE-PI) e professores municipais realizaram manifestação na manhã desta sexta-feira (03) ao lado do Palácio Karnak, centro de Teresina, a favor da valorização salarial dos servidores e pagamento do reajuste.
A presidente do SINTE-PI, Paulina Almeida, ressalta que o primeiro prazo para o pagamento aos servidores não foi cumprido e aguarda a decisão do acordo judicial solicitado pelo sindicato. 
“Fizemos greve em fevereiro e o governador fez um acordo conosco na justiça para pagar a partir de maio e ele não pagou. Nós retornamos a greve no dia 07 de junho e estamos agora aguardando a decisão da justiça”, explica a presidente. 
Foto: Wilson Nanaia/Portal AZ
Ainda de acordo com Paulina Almeida, o dinheiro do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) está nos cofres públicos e já deveria ser repassado aos servidores. 
“O dinheiro do Fundeb está nos cofres públicos desde o mês de janeiro, então nós não entendemos e queremos saber onde o dinheiro da educação está”, ressalta Paulina Almeida. 
A greve já se estende por 58 dias e está abrangendo 70% do Piauí e não tem previsão de encerramento.
Os manifestantes seguiram em caminhada pela Avenida Frei Serafim. 
 
Fonte: Portal AZ