segunda-feira, 26 de novembro de 2018

PM do Piauí é preso acusado de participação em ataque em Bacabal


Sete pessoas foram presas durante a operação da Polícia Militar de Bacabal, no interior do Maranhão, após uma quadrilha invadir a cidade, saquear uma agência bancária, trocar tiros com agentes de segurança e atear fogo a carros na delegacia local. Um dos detidos é um policial.
O homem não teve sua identidade revelada, mas a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão informou que ele é soldado da Polícia Militar do Piauí. No momento da prisão, ele estava armado.
O comandante da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho, informou que solicitou através de ofício ao comandante da Polícia Militar da região de Caxias/Bacabal, Coronel Zózimo, o nome do policial militar do Piauí envolvido no assalto a agência bancária em Bacabal ocorrido na noite de domingo (25/11).
)
O coronel  informou que pediu um relatório da ocorrência com o nome do policial militar piauiense, para saber se ele estava envolvido diretamente no assalto ou se foi um dos que foi pegar dinheiro na agência depois do assalto. “Queremos saber como de fato se deu a participação do policial piauiense”, declarou.
Ele acrescentou ainda que independente se o policial participou efetivamente do assalto com o bando ou se estava recolhendo dinheiro, ele vai responder inquérito administrativo aberto pelo conselho de disciplina da Polícia Militar.
ENTENDA O CASO
Os moradores de Bacabal, no Maranhão, viveram uma noite de terror neste domingo (25). Segundo relatos publicados em redes sociais, uma grande quadrilha invadiu a cidade e, fortemente armada, assaltou bancos e empresas de valores, queimou carros dentro da delegacia local e perseguiu policiais, disparando diversas vezes.
De acordo com o tenente Costa, do 15° Batalhão da Polícia Militar, uma agência do Banco do Brasil foi saqueada pela quadrilha. Após os suspeitos irem embora, moradores também roubaram o dinheiro.
Em seguida, fizeram barricadas em ruas e avenidas da cidade, além da BR-316, que corta o município. O tenente informou, também, que carros da Polícia Civil foram incendiados dentro da delegacia local. A quadrilha colocou fogo em veículos na porta do 15° Batalhão, com o objetivo de impedir o patrulhamento e ou reforço.

Fonte: MeioNorte