terça-feira, 30 de junho de 2020

Conquista: sancionada lei que garante R$ 1,5 bilhão para Municípios aplicarem no setor cultural


Mais uma conquista aos cofres municipais fruto do trabalho da Confederação Nacional de Municípios (CNM)! Foi sancionada nesta segunda-feira, 29 de junho, a Lei 14.017/2020 que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública. A medida, denominada de Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, foi bastante comemorada pela CNM que teve participação ativa desde a tramitação do projeto de lei no Congresso Nacional, até a sanção.
Com a lei, fica assegurado o valor total de R$ 3 bilhões a serem divididos de forma igualitária entre Estados e Municípios. Sendo assim, os 5.568 Municípios brasileiros receberão R$ 1,5 bilhão a serem distribuídos em ações como renda emergencial aos trabalhadores da cultura.
Entre outras ações, o repasse deve contemplar também subsídio para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, organizações culturais comunitárias, cooperativas e instituições culturais; além de editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural e outros instrumentos destinados à manutenção de agentes, de espaços, de iniciativas, de cursos, entre outros.
A CNM comemora e reforça que o volume de recursos e capilaridade dele nunca antes foi vista na história das políticas culturais no Brasil. Para orientar os gestores municipais sobre os artigos constantes na lei, a área técnica de Cultura da entidade vai disponibilizar Nota Técnica e outros materiais orientativos.
Desse modo, a Confederação disponibiliza estimativa de quanto cada Município deve receber para aplicar no setor cultural.
Repasse dos Recursos
Com a lei, houve também a publicação da Medida Provisória 986/2020, que trata da forma de repasse pela União dos valores a serem aplicados pelos Poderes Executivos locais em ações emergenciais de apoio ao setor cultural, além das regras para a restituição ou a suplementação por meio de outras fontes próprias de recursos pelos Estados, pelos Municípios ou pelo Distrito Federal.
O repasse dos recursos se dará de forma descentralizada, mediante transferências da União aos Estados, aos Municípios e ao Distrito Federal, preferencialmente por meio dos fundos estaduais, municipais e distrital de cultura ou, quando não houver, de outros órgãos ou entidades responsáveis pela gestão desses recursos, devendo os valores da União ser repassados da seguinte forma:
I - 50% (cinquenta por cento) aos Estados e ao Distrito Federal, dos quais 20% (vinte por cento) de acordo com os critérios de rateio do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE) e 80% (oitenta por cento) proporcionalmente à população;
II - 50% (cinquenta por cento) aos Municípios e ao Distrito Federal, dos quais 20% (vinte por cento) de acordo com os critérios de rateio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e 80% (oitenta por cento) proporcionalmente à população.

Fonte: CNM

Governador anuncia lockdown parcial sábado e domingo e reabertura de setores dia 6


O governador Wellington Dias (PT) anunciou nesta terça-feira (30) a decretação de lockdown parcial no sábado (4)  e domingo (5) em todo o estado.
A medida visa reduzir a curva de transmissibilidade do coronavírus, possibilitando a retomada gradual de algumas atividades econômicas no dia 06 de julho. Wellington Dias anunciou que a Construção Civil e setores da saúde serão os primeiros a serem abertos a partir da próxima semana. 
De acordo com o governador, atividades como postos de combustíveis e supermercados estarão fechadas no sábado e domingo. Funcionarão apenas as atividades consideradas essenciais. Na quinta e sexta, os serviços que estão funcionando continuam abertos, mas no sábado a restrição é maior. 
“Anunciamos novas medidas de redução do número de atividades. Sábado e domingo ficarão fechadas atividades como postos de combustíveis e farmácias. Funcionarão as atividades fundamentais como saúde, segurança e comunicação”, afirmou.
O governador afirma que para a decisão do lockdown foram observadas medidas como a necessidade de redução da transmissibilidade e os números de internações por doenças respiratórias.
 
“Observamos a necessidade da transmissibilidade igual ou abaixo de 1. Isso leva em consideração as condições da retomada gradativa. Observamos também a curva das doenças respiratórias”, destacou. 
Com relação ao número de óbitos, o governador destaca que o estado busca a estabilização. “O número de mortes de uma semana quando  comparado com o de outra semana, deve apontar estabilização e caminho de queda. Seguimos isso para adotar medidas do Pro Piauí para uma retomada segura”, destacou. 
Aprovamos a divulgação e estamos adotando um regramento que tem por objetivo diminuir a transmissibilidade. Ao mesmo tempo de conforto com vagas de internação em leitos de UTI. Há o esforço para ampliar os leitos, em especial na capital e no Norte do estado. Não tivemos colapso em nenhuma região e queremos seguir assim”, afirmou. 
O governador destacou a importância das medidas serem adotadas em parceria  com os 224 municípios. “É importante a participação dos gestores. Com os 224 municípios para uniformizar nossos decretos para áreas como a construção civil. Estamos publicando também o decreto para área das clínicas somando-se ao setor da saúde”, afirmou. 
A partir do dia 06 de julho serão publicadas as etapas de retomada da economia.  “É uma fase nova onde vamos assegurar as pessoas muita clareza de como será o regramento. Nas oito regiões do estado, vamos fazer uma classificação de risco. É alcançar uma redução da transmissibilidade com base na medição da última semana ainda estava em nível elevado. Vamos definir com os municípios os critérios, setor varejista, educação e igrejas”, destacou. 

Fonte: CidadeVerde

domingo, 28 de junho de 2020

Piauí registra mais 28 mortes por covid e 595 novos casos; ocupação de UTIs chega a 74%


Neste domingo (28), o Piauí confirmou mais 28 mortes e 595 testes positivos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Com os dados atualizados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), são 643 óbitos e 19.753 casos confirmados desde março. 
O boletim também registra o segundo dia de redução de pacientes internados, em contraponto ao aumento da ocupação de leitos de UTI, que chegou a 74% em todo o estado. 
O número de mortes deste domingo igualou o recorde de quinta-feira (25). Foram 97 óbitos confirmados nos últimos quatro dias. Os registros incluem falecimentos ocorridos na data ou em dias anteriores, mas contabilizados no dia do resultado do exame. 
Metade dos óbitos confirmados neste domingo são de Teresina. A capital alcançou a marca de 360 mortes na pandemia. 
Parnaíba agora soma 59 mortes de pacientes infectados pelo novo coronavírus. 
Barras é o terceiro município em número de vítimas da covid-19 - agora são 15 no total. 
O número de mortes continua a crescer em Picos. Neste domingo, foi confirmado mais um óbito - o 12º do município.
Mais dois óbitos foram registrados em Campo Maior, que tem 11 no total. 
Luzilândia agora tem 10 mortes confirmadas. 
Foi confirmada a sétima morte do município de União. 
José de Freitas teve dois óbitos - 6 no total. 
Colônia do Gurgueia registrou sua segunda morte. 
Com os primeiros óbitos de Bom Jesus, Castelo do Piauí, Joaquim Pires e São João do Arraial, subiu para 82 o número de municípios do Piauí com vidas perdidas para a covid-19. 
Casos confirmados
Agora são 202 dos 224 municípios com registros do novo coronavírus - Antônio Almeida entrou na lista. 
Teresina (7.466), Parnaíba (2.628), Campo Maior (684), Picos (572) e Barras (547) são os municípios com mais casos confirmados até o momento. 
Entre os 595 novos casos estão um bebê de cinco meses e uma pessoa de 90 anos. 
Situação hospitalar
Pelo segundo dia seguido, o número de altas médicas (23) superou o de novas internações (13). Isso teve impacto no total de pacientes internados no momento, que caiu de 895 para 886. 
A notícia ruim é que a ocupação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) aumentou. São 313 pacientes internados - 74,35% dos leitos disponíveis. 
Somados os 22 internados em estabilização com os leitos de terapia intensiva, são 335 leitos com respirador ocupados - 68,37% do total disponível para pacientes com covid-19. 

Fonte: CidadeVerde

Duas pessoas morrem carbonizadas em acidente na BR-135 no Sul do Piauí


Um acidente na tarde deste sábado(27), na BR-135, matou duas pessoas carbonizadas, após uma colisão frontal entre o veículo Logan em que estavam e um caminhão. O acidente ocorreu no km452, próximo ao município de Monte Alegre do Piauí (a 786 km de Teresina), por volta das 15h30. 
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o condutor do veículo de passeio invadiu a faixa contrária, colidindo frontalmente com o veículo de carga ao tentar retornar bruscamente após saída da pista de rolamento, após a colisão, o veículo incendiou.
“Há evidências de que uma das causas seria a perda de controle, devido o desnível da pista de rolamento com o acostamento que não é pavimentado. O local do acidente é uma reta e sem imperfeições”, afirmou a nota da PRF. 
No entanto, os policiais continuam fazendo diligências, no sentido de identificar as causas que poderiam ter contribuído para o acidente. A Polícia Civil foi acionada para os procedimentos cabíveis.
O motorista do caminhão, de 32 anos, saiu ileso. As vítimas ainda não tiveram a identidade revelada. 


Fonte: CidadeVerde

sábado, 27 de junho de 2020

Piauí ultrapassa 19 mil casos e chega a 615 mortes confirmadas por covid


Com 23 mortes confirmadas neste sábado (27), o Piauí chegou a marca de 615 óbitos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Os dados atualizados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) também apontam 493 novos casos de infecção - 19.158 no total acumulado desde março. 
São 346 mortes de Teresina, que teve 11 confirmações neste sábado: seis homens (43, 59, 83, 87 e dois de 92 anos) e cinco mulheres (54, 59, 77, 87 e 88 anos).
Na sequência da lista, Parnaíba (58), Barras (14) e Água Branca (13) não tiveram novos óbitos confirmados neste sábado.  
Com número de casos crescente em junho, Picos registrou sua 11ª morte - uma mulher de 67 anos. Cinco desses óbitos foram confirmados desde a última segunda-feira (22). A administração do hospital Justino Luz vê relação entre a reabertura do comércio na região com aumento dos registros
Esperantina chegou a marca de 10 óbitos confirmados - um homem de 69 anos.  
Luzilândia registrou duas mortes - dois homens de 53 e 73 anos - e acumula nove vidas perdidas para a covid-19. 
Também foram confirmados o oitavo óbito em Luís Correia (mulher, 81 anos), o sétimo de Piripiri (homem, 68 anos), o sexto de Uruçuí (homem, 70 anos), a sexta morte de Pedro II (homem, 50 anos), a quinta de Miguel Alves (mulher, 73 anos), e mais a terceira vida perdida de Oeiras (mulher, 61 anos). 
Com a primeira morte de um homem de 93 anos de Santo Inácio, e uma mulher de 84 anos de São João da Varjota - que não tinha casos confirmados - subiu para 78 o número de municípios com pessoas que faleceram após infectadas pelo novo coronavírus.
Crescimento de casos na semana
O sábado marca o fim da 26ª semana epidemiológica, período usado pelos órgãos de saúde para avaliar a situação de diversas doenças, entre elas a covid-19. Durante o período, foram 4.894 casos confirmados, um crescimento de 19% em relação aos sete dias anteriores (4.111 casos). 
Esse aumento semanal de casos é menor que no comparativo anterior, o que pode indicar uma redução no ritmo das infecções pelo novo coronavírus. Entre a 24ª e a 25ª semana, o crescimento de casos no Piauí havia sido de aproximadamente 54%.
Com os primeiros registros em Jacobina e São João da Varjota, chegou a 201 o número de municípios com casos confirmados - apenas 23 ainda não tiveram moradores infectados pelo coronavírus. 
Situação hospitalar
Pela segunda vez na semana, o número de altas médicas (28) superou o de internações (25) nas últimas 24 horas. 
O impacto nos leitos para tratamento de covid-19 foi pequeno. A ocupação caiu de 898 para 895. 
São 563 pacientes em leitos clínicos, 25 em estabilização e 307 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Fonte: CidadeVerde

IBGE cumpre decisão judicial e Piauí incorpora terra de litígio com Tocantins


O Piauí passa a contar oficialmente com mais 140 km2 de território, resultado da incorporação de um trecho que o estado disputava com Tocantins. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) cumpriu a decisão favorável ao Piauí, que coroou ação iniciada ainda em 2002. O trecho corresponde à área da Chapada das Mangabeiras, localização das nascentes do rio Parnaíba que agora passa a integrar definitivamente o solo piauiense ao concluir um processo que envolveu o Supremo Tribunal Federal e até uma auditoria técnica realizada pelo Exército.
As discussões sobre o litígio entre Piauí e Tocantins durou 12 anos e chegou ao fim em 2014, quando o Supremo decidiu a favor do Piauí. Mas a incorporação ainda não tinha se efetivado - o que agora acontece. A ação movida pela Procuradoria Geral do estado teve especial empenho da Comissão de Estudos Territoriais (CETE) da Assembleia Legislativa do Piauí – que também acompanha o processo que deve levar ao desfecho de outro litígio, o com o Ceará.
Com a incorporação do território ao Piauí, será elaborado um novo mapa do estado com a faixa territorial de 140 km2 integrada. Também deve ser aprovada no âmbito da Assembleia Legislativa uma nova lei de limites entre municípios. “Agora passamos para uma das últimas fases desse processo, em que iremos propor na Assembleia a incorporação dessas terras ao município de Barreiras do Piauí, cidade piauiense mais próxima da região, localizada no sul do Estado”, afirmou o Deputado Estadual Franzé Silva, presidente da CETE.
A área conquistada faz parte dos cerrados, com vocação para a produção de grãos (ver mapa abaixo).
 

Litígio com Ceará ainda depende de auditoria

O mais antigo litígio do Piauí com um estado vizinho ainda não tem uma data certa para acabar. A projeção inicial era que técnicos do Exército teriam até o final deste ano para elaborar uma auditoria que produzirá parecer sobre a disputa que envolve grande parte da área de divisa do Piauí com o Ceará. A análise do Exército deveria ficar pronta até novembro deste ano. Mas a pandemia do coronavírus pode ter impacto também sobre a produção desse documento.
O parecer do Exército foi solicitado pela ministra Carmen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, que deve dar a apalavra final sobre a disputa territorial. O Piauí está amplamente amparado em documentos históricos para reivindicar a grande maioria da área de litígio. Carmen Lúcia quer o relatório técnico para avaliar aspectos históricos e sociais. A expectativa era que a decisão final saísse até o início do próximo ano.

Fonte: CidadeVerde

sexta-feira, 26 de junho de 2020

Piauí registra 18 mortes e mais de 600 novos casos do coronavírus


O Piauí teve 18 mortes e 642 novos casos de infecção pelo coronavírus confirmados nas últimas 24 horas. Os dados foram atualizados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), na noite desta sexta-feira (26). 
O estado já soma 290 testes positivos a mais que na semana passada, restando um dia para o fim do período analisado pelos órgãos de saúde. São 18.665 casos confirmados desde março. 
O total agora é de 592 óbitos, sendo a maioria do sexo masculino (346), com 60 anos ou mais (446), com cardiopatia e/ou hipertensão (344). 
Teresina chegou a 335 mortes com 11 registros nesta sexta-feira. Foram cinco homens (47, 58, 63, 75 e 87 anos) e seis mulheres (66, 68, 74 e três de 84 anos).
Parnaíba tem 58 óbitos após três novas confirmações: um homem de 57 anos e duas mulheres, de 82 e 91 anos. 
Foi confirmada a décima morte de paciente de Picos - de 46 anos e do sexo masculino.  
Luís Correia registrou seu sétimo óbito: uma mulher de 19 anos. 
Oeiras (mulher, 73 anos) e Valença (homem, 87 anos) registraram o segundo óbito. São 76 municípios com vidas perdidas para a covid-19.  
Casos confirmados
Resta um dia para o fim da semana epidemiológica, período usado pelos órgãos de sáude para avaliação do avanço da pandemia. Na semana anterior, foram 4.111 casos confirmados. Nos últimos seis dias, foram 4.401. 
Teresina chegou a 7.098 casos confirmados. Logo depois aparecem Parnaíba (2.565), Campo Maior (644), Picos (518) e Barras (509). 
São 199 municípios com casos confirmados no Piauí e outros 25 sem registro. 
Um bebê de três meses e uma pessoa de 101 anos estão entre os novos casos confirmados. 
Situação hospitalar
Foram 24 altas médicas contra 43 novas internações - número levantado pelo Cidadeverde.com com base nos dados divulgados pela Sesapi. 
O total de leitos ocupados cresceu de 879 para 898. São 573 pacientes em leitos clínicos, 26 em estabilização e 299 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). 


Fonte: CidadeVerde

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Covid-19: Piauí bate recorde com 28 mortes e casos ultrapassam 18 mil


O Piauí registrou recorde de 28 mortes por coronavirus nas últimas 24 horas, mostrou o boletim epidemiológico divulgado na noite desta quinta-feira (25) pela Secretaria de Saúde. O total de óbitos subiu para 574 e os casos confirmados saltaram de 17.080 para 18.023 no Estado.
Segundo o boletim, foram confirmados mais 943 casos da doença com idades entre 2 e 94 anos. (509 mulheres e 434 homens). Nenhum município entrou na lista com primeriros casos confirmados e 199 (88,84%) tem registros de Covid-19. 
As vítimas são 14 pacientes do sexo masculino e 14 do sexo feminino.  Os homens eram Água Branca (83 anos), Baixa Grande do Ribeiro (69 anos), José de Freitas (56 anos), Parnaíba (83 anos), São Pedro do Piauí (90 anos) Teresina (40, 50, 56, 62, 63, 72, 73, 85 e 95 anos ).
As mulheres: Isaías Coelho ( 78 anos), Oeiras (46 anos), Parnaíba (84 anos), Picos (68 anos), Piracuruca (80 anos), Teresina ( 62, 71, 73, 76, 80, 80, 88 e 93 anos) Uruçuí (80 anos).
O Estado possui 10.586 casos descartados e 71.765 testes rápidos negativos. São 879 internados (533 leitos clínicos, 300 em UTI e 26 em leitos de estabilização) e 944 altas.

Piauí é o 5° estado mais beneficiado pelo auxílio emergencial

Juliana e e Francisco usam os R$ 104 do Bolsa Família para cuidados com os filhos Lara, de 4 anos, e Pedro, de 3, mas ainda precisam de ajuda de parentes para comer -Foto: Efrém Ribeiro
Quase ao ponto de atingir o pico do coronavírus, o Piauí é o quinto da lista dos Estados mais beneficiados pela divisão do auxílio emergencial do governo federal para o enfrentamento da doença durante o período de calamidade, segundo dados divulgados nesta quarta (24) pelo Instituti Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
No Piauí, 56,0% recebem o auxílio emergencial, colocando o Estado como o 5° com maior números de domicílios que recebem o dinheiro. Amapá é o primeiro com mais beneficiários, 61,8%, seguidos do Maranhão 61,7%, Pará 58,7% e Alagoas 57,1%. O Estado de Santa Cataria é o que menos registra o benefício, com apenas 20,9%.
Conforme o IBGE,  o auxílio pago pelo governo já chegou a um a cada três domicílios brasileiros. O IBGE informou que o governo transferiu em maio R$ 23,5 bilhões, o volume chegou a 38,7% dos 68 milhões de casas brasileiras. Em média, cada um deles ficou com R$ 846,50. 
Os dados do instituto não permitiram identificar em quantos dos domicilios beneficiados a renda familiar era superior ao teto. O Órgão disse que vai divulgar novas informações relacionadas ao auxílio, renda e outros projetos sociais.
Fonte: MeioNorte

Ciro Nogueira anuncia recursos de saúde para 104 cidades do Piauí

Ciro Nogueira, senador (PP)

O senador Ciro Nogueira (Progressistas) anunciou, nesta quarta-feira (24), a liberação de mais recursos para a área da saúde em 104 municípios do Piauí.
Os valores assegurados pelo senador são provenientes de emendas parlamentares de bancada e somam mais de R$ 10 milhões.
Os recursos serão investidos na manutenção das unidades de saúde, como procedimentos ambulatoriais de consultas e exames para garantir o pronto atendimento aos piauienses, especialmente durante a pandemia do Covid-19.
Ciro comemorou a chegada dos recursos. Ele ressaltou que segue em busca de parcerias com o governo federal para equipar o Piauí no enfrentamento à pandemia.
“Tenho trabalhado incansavelmente em busca de recursos para ajudar o nosso estado, especialmente neste período tão difícil. Em breve espero anunciar outras boas notícias para a área de saúde dos nossos municípios”, afirmou o senador.
Confira lista dos municípios contemplados:
Acauã  
Alegrete do Piauí  
Alto Longá  
Altos  
Amarante  
Angical do Piauí  
Anísio de Abreu 
Antônio Almeida  
Arraial  
Assunção do Piauí  
Avelino Lopes  
Baixa Grande do Ribeiro  
Barra D’alcântara  
Barreiras do Piauí  
Barro Duro  
Batalha  
Belém do Piauí  
Bertolínia  
Betânia do Piauí  
Bocaina  
Bom Princípio do Piauí  
Brasileira  
Brejo do Piauí  
Caldeirão Grande do Piauí  
Campinas do Piauí  
Campo Largo do Piauí  
Canto do Buriti  
Capitão Gervásio Oliveira  
Caracol  
Caridade do Piauí  
Caxingó  
Cocal de Telha  
Cristalândia do Piauí  
Curimatá  
Dom Expedito Lopes  
Domingos Mourão  
Elesbão Veloso  
Flores do Piauí  
Francinópolis  
Francisco Macedo  
Fronteiras  
Geminiano  
Guaribas  
Ipiranga do Piauí  
Itaueira  
Jacobina do Piauí  
José de Freitas  
Lagoa Alegre  
Lagoa do Barro do Piauí  
Lagoa do Piauí  
Lagoinha do Piauí  
Landri Sales  
Madeiro  
Manoel Emídio
Matias Olímpio  
Miguel Leão  
Monte Alegre do Piauí  
Morro Cabeça no Tempo  
Nossa Senhora dos Remédios  
Nova Santa Rita  
Novo Santo Antônio  
Olho D’água do Piauí  
Palmeira do Piauí  
Paquetá  
Parnaguá  
Passagem Franca do Piauí  
Paulistana  
Pedro II  
Pio IX 
Piracuruca  
Piripiri  
Porto  
Queimada Nova  
Redenção do Gurguéia  
Riacho Frio  
Ribeira do Piauí  
Ribeiro Gonçalves  
Rio Grande do Piauí  
Santa Cruz dos Milagres  
Santa Filomena  
São Félix do Piauí  
São Francisco de Assis do Piauí  
São Gonçalo do Gurguéia  
São Gonçalo do Piauí  
São João da Canabrava  
São João da Fronteira  
São João da Serra  
São João da Varjota  
São José do Piauí  
São Lourenço do Piauí  
São Miguel do Fidalgo  
São Miguel do Tapuio  
São Pedro do Piauí  
São Raimundo Nonato   
Sebastião Barros
Simplício Mendes  
Sussuapara  
Tamboril do Piauí  
Tanque do Piauí  
Uruçuí  
Várzea Branca
Várzea Grande  
Vera Mendes  
Vila Nova do Piauí

Fonte: CidadeVerde

quarta-feira, 24 de junho de 2020

Piauí ultrapassa 17 mil casos do coronavírus; internações crescem


O Piauí ultrapassou a marca de 17 mil casos confirmados do novo coronavírus. O crescimento é acompanhado do aumento no número de internações, que subiu 72% do início do mês até esta quarta-feira (24), de acordo com levantamento do Cidadeverde.com com base nos dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). 
Foram 853 novos casos, totalizando 17.080 no acumulado desde março. Nas últimas 24 horas, mais 12 mortes foram confirmadas, e o total chegou a 546.
No dia 1º de julho, o número de pacientes internados em leitos para tratamento de covid era 499. Nesta quarta-feira, chegou a 859. Foram 25 altas médicas nas últimas 24 horas contra 60 internações.  
São 532 pacientes em leitos clínicos, 20 em estabilização e 309 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), o maior número registrado desde maio. A ocupação em UTIs chegou a 73,4%.  
Somados terapia intensiva e estabilização, leitos que usam respiradores, a ocupação é de 67,58%. 
Casos confirmados
Teresina (6.618), Parnaíba (2.262), Campo Maior (580) e Barras (488) são os municípios com maior número de casos. Na sequência aparece Picos (474), que lidera no sul do estado. 
Currais e Miguel Leão registraram seus primeiros casos. São 199 municípios no mapa da covid-19 no Piauí e outros 25 sem casos confirmados. 
Mortes confirmadas
Das 12 mortes confirmadas nesta quarta-feira, seis foram em Teresina: quatro homens (31, 49, 92 e 99 anos) e duas mulheres (85 e 99 anos). São 307 óbitos na capital. 
Parnaíba chegou a 53 mortes com três novos registros nesta quarta-feira: um homem (60 anos) e duas mulheres (73 e 78 anos).
Foi confirmado o oitavo óbito de Picos: um homem de 62 anos. 
Também foi registrado o segundo óbito de Nazária (mulher, 50 anos) e a segunda morte de paciente de Marcolândia (mulher, 70 anos).
São 74 municípios com vidas perdidas por conta da covid-19 desde março. A maioria das mortes é do sexo masculino (324).

Fonte: CidadeVerde

terça-feira, 23 de junho de 2020

Piauí tem 17 mortes e quase mil novos casos do coronavírus em 24 horas


Boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) confirmou 17 mortes e 958 novos casos do coronavírus nas últimas 24 horas. Os dados foram atualizados na noite desta terça-feira (23). 
Com os 17 óbitos, são 534 no acumulado desde março - a maioria do sexo masculino (328) e com 60 anos ou mais (401). Os total de casos confirmados chegou a 16.227. 
Teresina atigiu a marca de 301 óbitos com mais 10 registros nesta terça-feira: seis homens (32, 46, 56, 63, 67 e 69 anos) e quatro mulheres (52, 69, 76 e 82 anos).
Parnaíba é a segunda cidade na lista, com 50 óbitos - mais um confirmado nesta terça-feira, uma mulher de 82 anos. 
Com mais duas mortes - mulheres de 75 e 78 anos - Barras chegou a 14 no total e se tornou o terceiro município em número de óbitos no Piauí. 
A terceira morte de Elesbão Veloso foi de uma mulher de 73 anos. 
Campo Largo (homem, 73 anos) e Demerval Lobão (mulher, 81 anos) têm agora duas mortes cada um. 
Sem casos anteriores confirmados, Sebastião Barros registrou seu primeiro óbito: uma mulher de 60 anos. Com isso, são 73 municípios com pacientes que faleceram pela covid-19. 
Casos confirmados
Foram confirmados os primeiros casos em Barra D'Alcântara e Sebastião Barros. Agora são 197 municípios que têm ou tiveram pessoas infectadas pelo coronavírus - apenas 27 ainda não estão no mapa da covid-19. 
Um bebê de dois meses e uma pessoa de 96 anos estão entre os novos infectados. 
Situação hospitalar
As altas médicas nas últimas 24 horas superaram as internações pela primeira vez em duas semanas, segundo levantamento feito pelo Cidadeverde.com, com base nos dados divulgados pela Sesapi. Foram 33 pacientes liberados para voltar para casa (894 no acumulado). Outros 30 foram internados em leitos para tratamento de covid-19 (824 no total, três a menos que no dia anterior).  
A ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) atingiu seu maior número desde março - são 300 internados (71,6%). Outros 18 estão em leitos de estabilização (29,51%), e 506 em leitos clínicos (49,85%). 
Somados UTI e estabilização, leitos que usam respiradores, a ocupação é de 66,25%.

Fonte: CidadeVerde 

PRF prende passageiro de ônibus transportando 14kg de maconha no Piauí


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem de 27 anos transportando cerca de 14 kg de uma substância análoga a maconha, na noite de segunda-feira (22/06). O flagrante aconteceu na cidade de Floriano na BR-230, quando os policiais abordaram um ônibus M.BENZ/M POLO PARADISO que fazia linha de São Paulo a Picos.
Durante fiscalização, um passageiro apresentou informações inconsistentes e contraditórias acerca da viagem, além de um certo nervosismo. Ao proceder a revista minuciosa, no compartimento de bagagens, os policiais localizaram 14 tabletes de maconha avaliados em R$ 11.200,00 e que estavam escondidos em uma mala de cor vermelha que estava no bagageiro externo do veículo.
Foi realizada a checagem dos tíquetes de bagagens sendo encontrado comprovante com numeral correspondente em poder do homem. Questionado, o passageiro, que trabalha como pedreiro, informou aos policiais que receberia dois mil reais para fazer o transporte da droga até a cidade de Picos.
Diante dos fatos, foi dada voz de prisão em flagrante e o homem e a droga apreendida foram apresentados a autoridade de plantão da Delegacia de Polícia Civil de Floriano. O homem responderá pelo crime de Tráfico de Drogas previsto no artigo 33 da Lei 11.343/2006.


Fonte: MeioNorte

segunda-feira, 22 de junho de 2020

Covid: Piauí registra mais 15 mortes e ultrapassa 15 mil casos confirmados


O Piauí registrou mais 15 óbitos e 793 casos confirmados do novo coronavírus. Os dados foram atualizados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), na noite desta segunda-feira (22).  
Com os números, são 517 mortes e 15.269 casos confirmados no total acumulado desde 19 de março. 
Das 15 mortes registradas, a maioria é de Teresina: cinco homens (30, 68, 80, 82 e 97 anos) e três mulheres (70, 75 e 90 anos). Já são 291 vidas perdidas na capital por covid-19. 
Mais quatro óbitos são de Parnaíba, que acumula 49 mortes. São três vítimas do sexo masculino (56, 81 e 84 anos) e uma do feminino (96 anos). 
Foi confirmada também a nona morte de paciente de Esperantina, um homem de 63 anos.  
Picos registrou seu sétimo óbito: um homem de 77 anos.
Matias Olímpio registrou sua segunda morte: uma mulher de 68 anos.  
Novos casos confirmados
Com o primeiro teste positivo em Coronel José Dias, são 195 municípios com casos confirmados - em todo o Piauí, apenas 29 não têm registro do novo coronavírus. 
Teresina ultrapassou a barreira dos 6 mil casos (6.065) e Parnaíba se aproximou dos 2 mil (1.959). Os outros municípios com mais de 400 casos são Campo Maior (500), Barras (457) e Picos (418). 
Um bebê de 4 meses e uma pessoa de 103 anos estão entre os novos casos confirmados. 
Situação hospitalar
O número de internações continua a subir. Foram 65 novos pacientes nas últimas 24 horas (827 internados em leitos para tratamento de covid-19), contra 20 altas médicas (861 no total acumulado). 
São 522 pacientes em leitos clínicos e 287 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), os maiores números registrados até agora. Outros 18 estão em leitos de estabilização. 
Apesar do crescimento de internados, houve aumento nas vagas de UTI, e a ocupação atual é de 69,32%. Somados terapia e estabilização, que reúnem os leitos com respiradores, a ocupação é de 64,35%. 

Fonte: CidadeVerde